segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Tags: , ,

Israel trata os árabes como os nazistas tratavam os judeus.



Os canalhas dos principais meios de comunicação suprimem os relatórios sobre o terror diário do Estado israelense. A maioria dos americanos, e muitos outros, não podem imaginar o que os palestinos suportam.

Cada depravação imaginável está incluída. Tortura e assassinato são políticas de Estado. Então, são forçados à desapropriação, a violência como arma de escolha, a punição coletiva, o apartheid pior do que da África do Sul, isolamento, demolições de casas, roubo de terras, prisões em massa, estrangulamento econômico, e muito mais.

Regras dos princípios da lei são sistematicamente rejeitadas. Políticas estaduais ladras as ignoram. Mesmo os judeus enfrentam riscos. No entanto, palestinos e árabes israelenses vivem sob constantes ameaças, especialmente os habitantes da Gaza sitiada, voltados para o genocídio em câmera lenta.

Exceto nos campos de extermínio, Israel trata os árabes como os nazistas tratavam os judeus.

O mundo inteiro está assistindo, menos os líderes irresponsáveis.



Sua cumplicidade permite que Israel continue o estado de terror com impunidade. Eles compartilham a culpa iguais em seus crimes.


Fonte: Rense