sábado, 1 de novembro de 2014

Tags: ,

As provas de fraudes nas urnas eletrônicas em 2014

Mais uma denúncia das urnas eletrônicas: o Jornal da Band entrevistou o candidato a vereador, Antônio D'Agostino, que reuniu 2,5 kg de documentos sobre a manipulação dessas máquinas. Especialistas dizem que o sistema não é seguro.
Antônio cruzou documentos do próprio Tribunal Eleitoral, sobre as eleições de 2004, e achou fatos curiosos. De acordo com ele, além de três urnas programadas ao mesmo tempo, caracterizando clonagem, houve o fato de que, em Guarulhos, 79927 eleitores não votaram, 79927 votaram branco e nulos e 79927 justificaram naquele ano em Guarulhos, e isto seria considerado, de acordo com o matemático José Dutra Sobrinho, probabilisticamente impossível de ocorrer. Segundo D'Agostino, o eleitor pensa que elegeu um candidato, enquanto, na realidade, elegeu outro.