sábado, 20 de dezembro de 2014

Tags:

Clínica na China é condenada a pagar indenização por administrar "cura gay"


Uma clínica de Psicologia na China foi condenada nesta sexta-feira a pagar uma indenização a um homossexual por ter administrado choques elétricos na tentativa de convertê-lo em heterossexual. Segundo o advogado Li Duilong, o tribunal do distrito de Haidian ordenou o pagamento de 3.500 yuans (US$ 560,00) a Yang Teng.

Li também afirmou que a Justiça decidiu que a aplicação de choques elétricos não era necessária porque a homossexualidade não requer tratamento algum.

Uma outra ação contra o site de busca e de relacionamentos chinês Baidu por ter veiculado uma propaganda da clínica Xinyu Piaoxiang na cidade de Chongqing foi rejeitada.

Yang, o paciente que se submeteu ao tratamento em fevereiro, afirmou que foi submetido a hipnose e choques elétricos, que o afetaram física e emocionalmente. Ele aceitou participar do tratamento por pressões da família para casar e ter filhos.


Yang disse estar bastante satisfeito com o resultado, que ele não esperava. "A corte ficou do meu lado e também afirmou que a homossexualidade não é uma doença mental que requer tratamento."

A ação pedia por 14.000 yuans de compensação para cobrir os custos de tratamento, transporte e os danos morais e físicos. A corte não concedeu os danos.

A homossexualidade encontra aceitação crescente na China, embora muitos homens ainda enfrentem pressão da família para casar e dar seguimento à linhagem. O país deixou de considerar a homossexualidade um transtorno mental em 2001, mas não tem qualquer lei contra a discriminação nesses casos. 


Fonte: Associated Press.