sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Tags: , , ,

NASA prepara o terreno para anunciar a descoberta de vida extraterrestre

[Imagem: 9IXED4P.png]

Há poucos dias, a NASA organizou um simpósio onde a possibilidade de encontrar vida extraterrestre num futuro próximo foi colocada sobre a mesa diante um conjunto de cientistas, historiadores, filósofos e teólogos de todas partes do mundo. A concorrida reunião foi realizada na Biblioteca do Congresso, em Washington D.C. e seu objetivo principal foi explorar as formas de preparar o público para a inevitável descoberta de vida extraterrestre, seja simples organismos como os micróbios ou seres inteligentes avançados.


Nesta imagem se contempla mais de 10.000 galáxias.

[Imagem: jbw93V6.jpg]

“Estamos considerando todos os cenários possíveis ao falar vida. Se encontrarmos micróbios, é uma coisa. Se encontrarmos inteligência, é outra; mais se eles são capazes de se comunicar”, disse Steven J. Dick, astrônomo, ex-historiador da NASA e organizador do simpósio Preparando-nos para a Descoberta: Uma aproximação racional ao impacto da descoberta de vida microbiana, complexa ou inteligente além da Terra.

A ideia é que não tenhamos que esperar até fazer a descoberta para preparar ao público diante as possíveis implicações“, explica Dick. “Penso que a razão pela qual a NASA agora respalda isto é devido a recente atividade na descoberta constante de exoplanetas e os avanços da astrobiologia em geral”.

Entre os palestrantes do simpósio da semana passada, esteve presente um que não faz muito tempo já chamou a atenção por suas declarações.


“Creio que existe a vida alienígena, mas não tenho evidência disto. Estaria muito emocionado se fosse anunciada [a existência de vida ET]. Profundizaria meu entendimento sobre a religião de uma forma que não posso imaginar”, disse o irmão Guy Consolmagnosacerdote jesuíta e cientista planetário do observatório do Vaticano.

Consolmagno ganhou alguns titulares quando há anos declarou que “qualquer entidade — sem importar quantos tentáculos tenha — têm uma alma”, e sugeriu que ele “estaria contente de batizar aos extraterrestres se assim fosse solicitado”. Atitude que o próprio Papa Francisco apoiou este ano.


“Têm que haver liberdade ao fazer ciência. Ser um bom cientista implica admitir que não sabemos tudo — sempre existe algo novo que aprende”, declarou Consolmagno, que também pensa que o público não entraria em pânico se a descoberta de vida extraterrestre fosse revelada.

Outras das figuras no simpósio foi Seth Shostak, astrônomo do Instituto SETI da Califórnia, que deu detalhes fascinantes em números que evidenciam claramente que não estamos sozinhos no Universo.


“O número de mundos habitáveis de nossa galáxia se mede en dezenas de bilhões, e isso não inclui as luas. O número de galáxias que podemos ver, além da nossa, é aproximadamente de 100 bilhões”.


“É um grande número; e sabemos que a maioria dessas estrelas têm planetas — 70 ou 80 por cento. Seria demasiado excepcional que sejamos a única coisa interessante do Cosmos. Não somos um milage, somos somente outro pato da fila. (…) Provávelmente uma de cada cinco estrelas tenha um análogo da Terra. São um monte de mundos habitáveis; de fato, o número de “Terras” em nossa própria galáxia poderia estar na ordem dos 50 bilhões”, argumentou Shostak.


O tema OVNI não pôde faltar entre as perguntas. Segundo o organizador do simpósio se bem “uma grande porcentagem dos casos podem ser explicados por fenômenos naturais, existe uma porcentagem entre o 3 e 4 por cento que não têm explicação natural e deveria ser estudado mais a fundo”.


A conferência em Washington D.C. também tratou sobre a próxima missão destinada a ser a sucessora do famoso Hubble: o Telescópio Espacial James Webb. Tão grande como um campo de tênis, este observatório do espaço profundo se lançará em 2018 e orbitará além de nossa lua. O James Webb centrará sua missão em obter novos dados e coletar informação atmosférica dos exoplanetas, algo que permitirá encontrar possíveis indicadores de vida em outros mundos.


Fonte: mysteryplanet.com.ar