quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Tags: , ,

Cientistas listam algumas razões para a construção de Stonehenge

Pesquisadores recentemente tiveram a rara oportunidade de bater os megálitos gigantes em Stonehenge e notaram que cada tinha uma ressonância semelhante às de sinos de metal ou de madeira.

Eles propuseram que o estranho monumento já terá sido ou um antigo sistema de comunicação de longa distância, ou um sistema de sino da igreja da Idade da Pedra.

Mas, apesar de séculos de especulação, os cientistas não estão muito mais perto de revelar o motivo da construção do monumento enigmático na planície de Salisbury, na Inglaterra, há milhares de anos.

Lendas associam o local à magia de Merlin, e os teóricos da conspiração têm associado alienígenas e OVNIs aos megálitos. Os cientistas propõem mais teorias fundamentadas sobre o local.

1. Solo sagrado de caça


A área em torno de Stonehenge era um terreno de caça ao longo de uma antiga rota de migração auroch milhares de anos antes de as primeiras pedras serem levantadas, de acordo com evidências arqueológicas.

Um local a apenas uma milha (1,6 km) de distância de Wiltshire, na Inglaterra - contém evidências de ocupação humana que abrange 3.000 anos, incluindo milhares de ossos auroch, ferramentas de pedra e evidências de queimadas.

Stonehenge tem evidência de construção. Já há entre 8500 e 10.000 anos atrás, alguns pinheiros foram levantados para criar uma estrutura antiga. Esta evidência arqueológica sugere que o local era originalmente um local caça antiga e de banquetes, e talvez os megálitos tenham sido criados para lembrar a generosidade de carne.

2. Monumento de unidade?


A construção de Stonehenge pode ter sido mais do que apenas para lembrar alimentação. Alguns acreditam que os megálitos britânicos foram erguidas para celebrar a paz e a unidade. Durante o período do monumento, entre 3000 AC e 2500 AC, a cultura da ilha britânica estava cada vez mais unificada.

Tal fato é exemplificado por estilos de cerâmica mais uniformes tomando conta de toda a região. O esforço maciço teria levado milhares de trabalhadores e empregados a transportar pedras do longínquo País de Gales. Trabalhar num projeto tão grande teria sido um exercício de unificação por si só.

3. Calendário astronómico


Muitos acreditam que os antigos comemoravam o solstício de inverno em Stonehenge. A avenida perto de Stonehenge está alinhada com o pôr do sol do solstício de inverno.
De igual forma, evidências arqueológicas nas proximidades sugere que porcos eram abatidos durante dezembro e janeiro - possivelmente para uma festa meados de inverno.

O local também enfrenta o nascer do sol durante o solstício de verão, e milhares de visitantes ainda migram para o local todos os anos para celebrar aquele momento.

4. Ilusão do som de Stonehenge


Dois gaiteiros que tocavam num campo ao redor de Stonehenge viram os sons ser cancelados em certos pontos, tal ilusão de som pode ter inspirado os construtores de Stonehenge, de acordo com uma apresentação feita na Associação Americana para o Avanço das Ciências, em 2012.

Os megálitos poderiam ter sido criados para aumentar o cancelamento de som natural da área, com as pedras bloqueando seletivamente o som. 

Mesmo aqueles que não acraditam na teoria de ilusão de som não negam que Stonehenge tem uma acústica incrível, com os ecos cavernosos tipicamente encontrados em uma sala de aula ou numa catedral.

5. Cemitério de elite


O misterioso monumento pode ter sido um cemitério para a elite, de acordo com um estudo. Milhares de fragmentos de esqueletos de pelo menos 63 pessoas foram exumados de área, com uma proporção igual de homens, mulheres e crianças.

Os enterros datam de 3000 AC, quando a construção do monumento estava a começar. Os arqueólogos também desenterraram uma possível tigela de incenso e uma cabeça de maça, um objeto geralmente associado à elite na sociedade antiga.

6. Sinos gigantes


A teoria mais recente sugere que os dolerites e sarsens em Stonehenge produziam diferentes sons únicos e subtis semelhantes a sinos de madeira ou metálicos ocos. Porque os sons teriam percorrido longas distâncias, esses sons poderiam ter sido uma forma de comunicação primitiva.

Alternativamente, eles podem ter sido usados ​​tanto como os sinos das igrejas como são hoje. A ideia de usar pedras para fazer música não é nova, muitas outras culturas têm utilizado litofónes - ou xilofones de pedra - que produzem sons únicos.

7. Local de cura


Muitos dos esqueletos enterrados perto de Stonehenge têm marcas de doença ou lesão, levando Geoffrey Wainwright e Timothy Darvill a propor que o local seria um ponto de cura antigo.

Dando crédito a essa teoria, muitas das pedras azuis de Stonehenge foram escavadas ao longo dos tempos, talvez por peregrinos há muito perdidos que procuram talismãs de proteção ou de cura a partir do local.

É também importante notar que Stonehenge pode ter sido construído por muitos, alguns ou nenhum desses motivos, e as probabilidades são que ninguém nunca vá saber com certeza o motivo da sua construção. [Livescience]