segunda-feira, 23 de março de 2015

Tags:

Estado Islâmico estaria recrutando brasileiros para atentado no país





O EI (Estado Islâmico) estaria recrutando jovens no Brasil para executar atentados no país durante a Olimpíada de 2016, que reunirá no Rio atletas e turistas do mundo inteiro. 

O objetivo da organização seria que esses brasileiros atuassem isoladamente, como “lobos solitários”, a exemplo do que ocorreu recentemente na Austrália e Canadá. 

Por não terem ligação orgânica como o EI, os “lobos” não integram as listas internacionais de terroristas, o que dificulta o rastreamento de suas atividades.

O Estadão informou que a Casa Civil tem acompanhado a troca de informações entre os órgãos de inteligência sobre a possibilidade de o EI estar se concentrado em obter militantes na América do Sul, tendo em vista que o recrutamento ficou difícil na Europa por causa de maior repressão das autoridades.

Policiais europeus vieram ao Brasil em março para troca de informações. 

.“Estado Islâmico: Reflexões para o Brasil” é um dos documentos confidenciais produzidos por órgãos de segurança do Brasil, como o Gabinete de Segurança Institucional, Polícia Federal e Agência Brasileira de Inteligência, além de instâncias do Ministério da Justiça.

Os órgãos de segurança do Brasil acharam conveniente acender desde já uma “luz amarela” por causa dos jogos olímpicos.

Eles estão monitorando a internet, que tem sido o principal meio de comunicação entre jihadistas e seus simpatizantes. 

O jornal identificou na rede social pelo menos dez brasileiros muçulmanos tentando convencer sírios que moram no Brasil a reforçarem o Estado Islâmico. Esses sírios vieram de áreas conflagradas.

A vigília na internet não é ampla o quanto os órgãos da segurança nacional gostariam que fosse porque o Brasil não tem uma legislação antiterror. 

Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, disse ser possível votar rapidamente uma legislação de combate ao terror.

Com informação do Estado de S. Paulo.