quinta-feira, 18 de junho de 2015

Tags: , ,

A Rússia irá provar finalmente que homem não foi a lua?


Será que o Homem foi mesmo à Lua? A Rússia desconfia e quer lançar uma investigação internacional. 



O objetivo é apurar os detalhes “obscuros” das aterragens das missões americanas Apollo na Lua, entre 1969 e 1972. A declaração foi feita esta terça-feira ao jornal russoIzvestia pelo porta-voz do Comité de Investigações da Rússia, Vladimir Markin. O que desencadeou a ação repentina foi o recente escândalo de corrupção da FIFA, refere o The Moscow Times.


Markin, colunista permanente do Izvestia, apontou o dedo aos Estados Unidos e escreveu que o país de Obama teria ultrapassado o limite ao acusar nove oficiais da FIFA, lançando o recente escândalo de corrupção. Note-se que a organização do Mundial de Futebol de 2018 foi entregue à Rússia.

“Os procuradores norte-americanos têm-se declarado os árbitros supremos dos assuntos internacionais de futebol”, afirmou. Segundo o jornal russo, foi por essa razão que o porta-voz propôs que fossem investigados os detalhes mais obscuros do passado espacial dos Estados Unidos.

A investigação internacional iria ajudar a resolver o mistério do desaparecimento das filmagens originais da aterragem na Lua em 1969 e esclarecer onde estão os 400 quilogramas de rocha lunar alegadamente obtidas durante várias missões à Lua, entre 1969 e 1972.

“Nós não estamos a dizer que [os Estados Unidos] não foram à Lua e simplesmente fizeram um filme sobre isso. Mas todas estes artefatos científicos – ou talvez culturais – são parte do legado da Humanidade, e o seu desaparecimento sem deixar vestígios é uma perda comum. A investigação vai revelar o que aconteceu”, escreveu Vladimir Markin. 

Leia também: Putin ameaça liberar imagens de satélites russos sobre 11 de setembro e recontar a história