quinta-feira, 11 de junho de 2015

Tags: , ,

Ex-primeira-dama da Rússia afirma: ''O verdadeiro Putin está morto há muito tempo''


O jornal alemão Die Welt publicou uma entrevista sensacional com a ex-primeira-dama da Rússia Lyudmila Putina.


''Meu marido, infelizmente, morreu há muito tempo. Eu tenho que admitir isso publicamente . Quando me casei, eu estava apaixonada por oficiais de inteligência. Mas a realidade era bem diferente. Putin era um homem cruel vil, um tirano. Ele nunca me considerou, simplesmente não percebia a minha existência.  Acho que é difícil falar sobre isso, mas Putin me batia, humilhava e zombavam de mim. A vida com ele era uma tortura.''

Eu tentei lutar, não só pedi o divórcio. Mas, este homem não tinha nenhum respeito por mim. Para silenciar-me, ele me entregou a uma clínica psiquiátrica. Eu passei por todos os círculos do inferno ... entorpecentes, substâncias psicotrópicas, bullying. Por muito tempo eu estava trancada na prisão por um longo tempo. Eu ainda me lembro com horror.

E então ele se foi completamente. Disseram-me apenas uma coisa: "Se você quer viver - fique em silêncio." Todas as perguntas que fiz sobre meu marido eles responderam apenas que ele viria logo. Poucos dias depois, veio seu primeiro ... suplente. Mais tarde, soube que o assassinato de Vladimir putin estava já programado, eliminaram ele quando o primeiro gêmeo estava quase pronto para tomar seu lugar. Externamente ele era muito parecido com Putin - Fiquei impressionada. Mas, era uma pessoa completamente diferente.

Por razões óbvias, eu não posso dizer quem são as pessoas que nos ajudaram a acabar com este terrível drama e me ajudaram a escapar. O "Divórcio" foi a minha libertação. Agora eu vivo no exterior, estou bem. Mas eu tenho medo de ver o que está acontecendo com a Rússia.

Fonte 

Leia também: Putin ameaça liberar imagens de satélites russos sobre 11 de setembro e recontar a história