terça-feira, 28 de julho de 2015

Tags:

Qual era o objetivo dessas misteriosas espirais de ouro encontradas na Dinamarca?

Encontrar ouro em Boeslunde, Dinamarca, não é uma surpresa. A região é conhecida como uma área onde o valioso metal datado da Idade do Bronze é muitas vezes descoberto. Mas um pequeno enigma dourado encontrado recentemente tem surpreendido e deixado perplexos os arqueólogos: 2.000 pequenas espirais de ouro.




Boeslunde fica na Zelândia, a grande ilha que fica entre a Dinamarca continental e a Suécia. A região é um grande sítio arqueológico dinamarquês, uma vez que tem servido como um ponto de conexão entre milhares de anos – juntando descobertas recentes tão diversas como joias e fortalezas vikings de 1.000 anos de idade. “Foi um lugar sagrado e especial na Idade do Bronze, onde as pessoas pré-históricas realizavam os seus rituais e ofereciam ouro aos poderes mais altos”, afirma o curador do Museu Nacional Dinamarquês, Flemming Kaul. 

A descoberta constante de ouro ao redor da área tem estimulado escavações – incluindo algumas mais completas, como essa, do Museu Nacional e do Museu Vestsjælland.

Mistério da arqueologia

Mas o que exatamente eles encontraram? Milhares de fios de ouro em espiral, cada um com cerca de uma polegada de comprimento, que juntos somam mais de 200 gramas de ouro sólido, enterrados em uma caixa de madeira forrada de pele que há muito tempo já se desintegrou. Ninguém está muito certo de como esses minúsculos fios foram realmente utilizados. O museu chama de “pequeno mistério” em seu comunicado de imprensa a descoberta, que data de cerca de 900 aC.
Mas os pesquisadores têm algumas suposições. Por exemplo, eles podiam ser decorações para invocar o poder do sol sobre a roupa de um sacerdote ou rei. “O sol foi um dos símbolos mais sagrados da Idade do Bronze e o ouro tinha uma magia especial”, explica. “Talvez o rei-sacerdote usasse um anel de ouro em seu pulso, e as espirais em seu manto e seu chapéu, que, durante as cerimônias e rituais, brilhavam como o sol”. Enterrados tão cuidadosamente como foram, as peças poderiam representar também um sacrifício.
A descoberta estimulou uma enorme quantidade de interesse público, afinal, quem não ama um bom mistério envolvendo enormes quantidades de ouro enterradas há milhares de anos para fins desconhecidos? Tanto que, nesta quarta-feira, o museu local em Skaelskor está promovendo um evento de visualização durante duas horas, juntamente com uma palestra de um curador que vai discutir a descoberta. Nesse meio tempo, a busca por mais espirais – e talvez suas finalidades – continuam. 

Fonte [ Gizmodo ] [Hypersciense

Leia também: Estes seis artefatos históricos inexplicáveis são a prova de que extraterrestres nos visitaram no passado?