quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Tags: , , ,

Garota russa de 13 anos inventa a primeira nave capaz de viajar para outra galáxia

Uma garota russa, de apenas 13 anos de idade, apresentou um projeto revolucionário de uma nave que poderá alcançar a galáxia mais próxima em 42 anos. 




Trata-se do projeto Nave Galáctica Terra, apresentado e liderado pela jovem Ekaterina Trúsheva, que idealizou a criação de um veículo intergalático quando soube que, em algum dia no futuro, o Sol devorará nosso planeta. Em sua busca para salvar a existência da humanidade, a pequena cientista russa se dedicou a encontrar uma alternativa de vida fora do nosso sistema solar. A nave, que foi projetada para ser construída na órbita terrestre, não contará com nenhum tipo de fonte energética que reduza a massa para aumentar a velocidade. Em vez disso, será utilizado como combustível o próprio ambiente interestelar, que é composto em 70% de hidrogênio.

 Dessa forma, esse elemento será capturado por um funil magnético para depois ser comprimido e aquecido em uma reação termonuclear. Posteriormente, será possível gerar o aceleramento necessário para ser lançada novamente ao espaço interestelar, alcançando, assim, a velocidade necessária para viajar. 

Chegando a uma tecnologia segura, econômica e fácil de executar, a jovem cientista escolheu uma hélice de unifluxo termonuclear e outra hélice de unifluxo fotônico para motorizar sua nave. Esse tipo de hélice permitirá um aceleramento suficiente para alcançar a Alpha Centauri, a estrela mais próxima do nosso sistema solar, em apenas 42 anos – as naves espaciais da atualidade necessitam de 50 mil anos para chegar lá.  De acordo com o projeto, 500 pessoas poderão viajar a bordo da Nave Galática Terra e os alimentos serão sintéticos ou cultivados hidroponicamente, ou seja, sem necessidade da agricultura. 

Enquanto isso, o diretor do Instituto Internacional de Educação da Alemanha, Ralf Heckel, selecionou a jovem Ekaterina Trúsheva para fazer parte da competição de construção de astro móveis para a exploração humana da NASA.  

Fonte: History

Leia também: NASA afirma: 'Não estamos sozinhos no Universo' (Vídeo)