sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Tags: ,

''Maconha pode matar células cancerosas'' Afirma site do governo americano

Especialistas alertam que que cannabis tem potencial para curar câncer.





Maconha pode ajudar a matar células cancerosas, segundo um site do governo americano, que adicionou, recentemente, uma nova uma página sobre o uso de cannabis e canabinoides à sua plataforma oficial de conselhos sobre câncer.

O site do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos (NCI, na sigla em inglês), agora, oferece informações sobre como os derivados da maconha podem tratar o câncer. As referências foram compiladas por um órgão de informação chamado Physician Data Query (PDQ), que é o banco de dados sobre a doença do NCI. O instituto, no entanto, salienta que os resumos fornecidos pelo PDQ são baseados em uma interpretação independente da literatura médica e não são declarações oficiais do governo.

A cannabis tem sido utilizada para fins recreativos e medicinais há anos, apesar de ser ilegal em muitos países. A planta contém compostos chamados canabinóides que, segundo o site, “podem ser úteis no combate aos efeitos colaterais do câncer e do tratamento”. O website ainda cita um relatório emitido em abril pelo Instituto Nacional sobre Abuso de Drogas dos Estados Unidos reconhecendo os benefícios medicinais da maconha também para matar células cancerosas ou para reduzir o tamanho de outras.

No site do NCI, o PDQ reconhece que a cannabis pode ter potencial para o combate ao câncer — a página foi atualizada em 16 de julho Eles — e oferece informações sobre como administrar a substância e em quais estados seu uso é autorizado.

O PDQ ainda enumera as maneiras como a cannabis pode ajudar: atuando como anti-inflamatório, bloqueando o crescimento de células, prevenindo o crescimento de vasos sanguíneos que alimentam os tumores e aliviando os espasmos musculares causados pela esclerose múltipla. Especialistas, no entanto, alertam que isso não significa que a maconha tem o potencial para curar o câncer.

Leia também: Losna: Erva mata 98% das células cancerígenas em 16 horas