sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Tags:

Nova descoberta afirma: 'Seres humanos gigantes existiram e fizeram parte da evolução humana'

Um osso do dedo mindinho, de 1,85 milhão de anos, poderá, literalmente, apontar para novos conceitos sobre a evolução humana. A descoberta é a mais antiga em relação a uma mão humana. 


O ossinho foi encontrado na Garganta de Olduvai, na Tanzânia.
Com a descoberta, cientistas estão repensando quando teria ocorrido um passo fundamental em nossa evolução, em que deixamos de subir em árvores para nos tornarmos caçadores armados de ferramentas. Ou seja, a descoberta indica que a mão moderna do homem já existia 400 mil anos antes do imaginado.

O ossinho também aponta a existência de uma criatura maior e mais parecida com seres humanos em relação às que viviam na mesma época e região, no caso a atual Tanzânia, considerada um dos pontos da origem humana.

Se o osso é proporcional ao corpo de um ser humano moderno, os antepassados desconhecidos teriam algo perto de 3 metros de altura, se comparados com o H. habilis, que tinha pouco mais de um metro.

Fonte: 
DailyMail 
Olduvai Project


Leia também: Esqueleto gigante medindo 5 metros é descoberto em escavação na Austrália