segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Tags: ,

Russa guarda misteriosa forma de vida na geladeira por dois anos

Se os alienígenas estão realmente chegando, essa última foto parece confirmar que o primeiro “porto” na Terra vai ser a Rússia.




Depois de outras notícias de vida extraterrestre aparecerem na Sibéria, a mais fresca é a de uma mulher russa que afirma ter guardado um corpo alienígena no freezer.

A misteriosa forma de vida foi mantida por Marta Yegorovnam, na cidade russa de Petrozavodsk, durante dois anos. Nesse período, ela tirou cinco fotos para provar sua existência.
De acordo com Yegorovnam, o “corpo”, que já é o terceiro aviso de vida alienígena no país nos últimos meses, foi recolhido de uma queda de um objeto não identificado, perto de sua casa, em 2009.

Ela afirma ter se aproximado do amontoado de metal em chamas, que ela descreveu como “insuportavelmente quente”, e avistado o alienígena morto.
A “criatura” tem cerca de 60 centímetros, uma cabeça enorme, grande olhos esbugalhados e aparência de algo entre um peixe e um humanoide. Ela possuí também algo que parece com um fino braço saindo do corpo.

Naturalmente, Yegorovnam fez o que a maioria das pessoas fariam nessa situação: guardou o alien no freezer por dois anos.
De acordo com o site Unexplained Mysteries, dois homens foram até sua casa alguns dias atrás e confiscaram o corpo para investigação, dizendo ser parte do Centro de Pesquisa Karelian, da Academia Russa de Ciências.
As fotos foram localizadas pelo escritor e especialista paranormal Michael Cohen.
Ele afirma que “isso podia ser uma farsa elaborada, mas a possibilidade de que seja um alienígena genuíno não pode ser descartada”.
A Rússia tem grande atividade de UFOs, e possíveis naves alienígenas já foram avistadas por agências militares e civis.

A última notícia russa veio após uma filmagem em agosto, na remota região siberiana Irkutsk, que mostrava uma estranha nave brilhante e cinco aliens andando na neve.
Em abril, dois estudantes que afirmaram ter recuperado um corpo alienígena de um acidente admitiram que a criatura era na verdade feita de pão.
Timur Hilall, de 18 anos, e Kirill Vlasov, 19, fizeram o vídeo que mostrava os pedaços do alienígena congelado na neve, também em Irkutsk.
Os dois foram questionados pela polícia sobre sua “descoberta espacial” , e assumiram a farsa – mas não antes da criação ter virado um sucesso virtual, com quase 700 mil visualizações no YouTube.

Fonte: [DailyMail]