sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Tags: , , , ,

Habilidades telepáticas do nosso DNA são finalmente comprovadas por cientistas

Os cientistas finalmente conseguiram provar que o nosso DNA tem habilidades telepáticas: Será que estamos conectados globalmente? 

Os cientistas se referem a descoberta genética de 'genes da telepatia' e é uma nova descoberta completamente chocante. Os cientistas acreditam firmemente que descobriram um novo detalhe sobre o nosso DNA, que aponta para o fato de que ele tem a capacidade de "se conectar como um link' quando separados pela distância, em outras palavras, o nosso DNA tem a capacidade de se comunicar telepaticamente. 


Mas isso se acreditava ser impossível de acordo com muitos especialistas, mas você sabe o que eles dizem, tudo é impossível até que se torne possível. De acordo com testes publicados pelo Journal of Physical Chemistry, o DNA de dupla vertente intacto tem a misteriosa habilidade de comunicar s a uma distância telepaticamente o que significa que ele tem a capacidade de identificar certas semelhanças em outro DNA à distância fazendo o possível para se aproximar mesmo sem físico contato. 

O próximo grande passo será como controlar a telepatia? 

De acordo com os autores do artigo que apareceu no ACS 'Journal, Geoff S. Baldwin, Sergey Leikin, John M. Seddon, e Alexi A. Kornyshev : "Surpreendentemente, as forças responsáveis ​​pelo reconhecimento da sequência do estudo podem fazer com que pessoas distantes uma das outras se comuniquem sem precisar de um aparelho celular". No experimento, os pesquisadores colocaram fitas de DNA fluorescente etiquetadas em água sem proteínas ou outro material que possa interferir com o experimento e observaram. 

Os pesquisadores foram capazes de entender que sequências de nucleótidos idênticas foram cerca de duas vezes mais propensas a se reunir como filamentos de DNA com sequências diferentes. Esta experiência incrível pode lançar uma nova luz e ajudar a aumentar a precisão e a eficiência de recombinação homóloga de genes que, segundo os cientistas, é um processo que é responsável pela reparação do DNA, da evolução e diversidade genética (via ewao.com - Disclose tv). 


Leia também: DNA humano de 400 mil anos intriga cientistas. Nosso planeta teria sido habitado por diferentes espécies?