terça-feira, 20 de outubro de 2015

Tags: ,

''Asteroide passará muito perto da terra no Hallowen'', Dizem cientistas da NASA


Doces ou travessuras? A pergunta que é basicamente uma marca registrada no Halloween pode ganhar significado maior em todo o mundo na data desse ano. O Dia das Bruxas, no próximo 31 de outubro, ficará marcado pela passagem de um asteróide bem próximo da Terra. As informações são do Daily Mail.




Para se ter ideia, o diâmetro do corpo celestial é de nada menos do que 2,5 quilômetros. A Nasa noticiou a passagem do asteroide na segunda-feira (19) e causou pânico na internet por conta de informações falsas que começaram a ser criadas por usuários do mundo inteiro.

Apesar de ter se impressionado com o tamanho do asteroide, a Nasa nega que ele traga qualquer perigo para a Terra. Ele será veloz e um eventual impacto causaria um grande estrago do planeta, mas não será dessa vez que o apocalipse irá acontecer.  

A negativa da Nasa, no entanto, não faz com que as teorias da conspiração desapareçam. E a “culpada” por isso é justamente a agência espacial dos Estados Unidos. Tudo porque a notícia sobre o asteroide, nomeado como TB145, surgiu de uma hora para outra, o que não é praxe nesse tipo de caso.

Em comparação a outros casos de passagem de asteroides “próximos” à Terra, a Nasa realmente demorou. Mas, segundo a agência, isso não faz com que a rota do asteroide se modifique e possa causar qualquer tipo de dano na Terra. A passagem do TB145, no entanto, será “recordista” de qualquer modo.

Isso porque desde 1999 que um asteroide não passa tão “perto” da Terra. Serão 7,403,00 quilômetros, aproximadamente três vezes a distância de nosso planeta para a Lua. Muitos quilômetros, mas, de qualquer modo, uma passagem história. Quem quiser presenciar o asteroide “das Bruxas” terá que usar telescópios, já que ele não será visto a olho nu.

E, esperamos nós terráqueos, que ele seja “doce” e não apronte nenhuma “travessura”. [Yahoo noticias]

Leia também: Planeta próximo a terra com um oceano imenso é descoberto pela NASA