terça-feira, 27 de outubro de 2015

Tags: , , ,

Astrofísico renomado afirma: ''A vida extraterrestre em algum lugar no cosmos pode ser robótica''


O Astrofísico britânico Sir Martin Rees acredita que civilizações extraterrestres avançadas tecnologicamente poderiam ter se transformado em máquinas ou ... Cyber-aliens com o passar do tempo.




De acordo com o renomado astrofísico britânico Sir Martin Rees, os cientistas que estão à procura de vida extraterrestre no espaço não deveriam apenas se concentrar em encontrar vida orgânica, como também procurar possíveis sinais gerados por máquinas, uma vez que é muito provável de que existam civilizações alienígenas extremamente avançadas que poderia ter se desenvolvido ao ponto e se tornarem máquinas vivas, ou melhor dito algo como o "Borg".

De acordo com Nautil.us é provável que máquinas extraterrestres possam ter evoluído de  formas de vida orgânicas simples e, no futuro, ao ritmo a que os seres humanos estão desenvolvendo, nós poderíamos ver uma transição similar. De acordo com o astrofísico britânico, em um planeta que está orbitando uma estrela distante muito mais velha do que o nosso sol, em algum lugar no cosmos, a vida poderia ter se desenvolvido ao estágio em que as formas de vida orgânicos são agora parte máquina e parte orgânica.

Curiosamente, de acordo com cálculos de Rees ', em cerca de um ou dois séculos a vida  como a conhecemos poderia ser oprimida pela Inteligência Artificial, que vai começar a evoluir em sua própria tomada sobre o planeta tornando-se a espécie predominante na Terra. Mas Rees não é o único que nos alerta sobre ameaças potenciais AI. Elon Musk e Professor Stephen Hawking fizeram o mesmo. Isto significa que, se descobríssemos seres extraterrestres avançadas no cosmos, seria muito provável de que algumas dessas civilizações não seja orgânica, mas civilizações mecânicas. De acordo com Reese,  é uma questão matemática.

''Cérebros" não-biológicos podem desenvolver idéias muito além de nossas imaginações." 

Falando sobre o SETI, o projeto encarregado de procurar vida extraterrestre, Sir Martin Rees acredita que, embora possamos realmente capturar uma transmissão 'Alien' seria quase impossível para nós decodificá-lo, pois a mensagem pode ter se originado a partir de uma máquina extremamente complexa, que vai muito além de nossa compreensão. Estas máquinas poderiam ter sido aliens reais passados ​​distantes que desenvolveram no tempo e estão extintos.

"Mesmo que a vida inteligente tenha se espalhado no cosmos, podemos apenas reconhecer uma pequena e atípica fração dela. Alguns "cérebros" pode empacotar a realidade de uma forma que não podemos conceber. Outros poderiam estar vivendo vidas contemplativas, talvez sob algum oceano profundo de algum planeta, sem fazer nada para revelar sua presença. Mas primeiro vamos no concentrar em pesquisas de planetas como a Terra orbitando estrelas de longa duração. " Rees.

''Além disso, em vez de se ater ao conceito mainstream de civilizações avançadas de seres alienígenas poderíamos com o tempo avançar ao ponto de tornar-se uma inteligência unificada.'' Concluiu.

Leia também: Stephen Hawking faz anuncio assustador: 'Extraterrestres nômades podem acabar com a nossa civilização'