quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Tags: , , ,

Cientistas criam dispositivo de controle mental que consegue alterar a crença e ideologias das pessoas


Um experimento bizarro afirma ser capaz de fazer os cristãos deixarem de acreditar em Deus e também capaz de fazer britânicos abrirem os braços para os migrantes. Alguns britânicos estão assustados e afirmaram que o experimento é uma ameaça a seus valores. 

Cientistas analisaram a forma como o cérebro resolve problemas ideológicos abstratos.





Usando uma técnica chamada estimulação magnética transcraniana (EMT), os pesquisadores desligaram com segurança certos grupos de neurônios no cérebro dos voluntários.

EMT a qual é utilizada para tratar a depressão, envolve a colocação de uma grande bobina electromagnética contra o couro cabeludo, que cria correntes eléctricas que estimulam as células nervosas na região do cérebro envolvido. Pesquisadores afirmam ter encontrado a técnica que permite alterar radicalmente percepções religiosas e preconceitos.
A crença em Deus foi reduzida quase em um terço, enquanto os outros participantes tornaram-se 28,5 por cento menos incomodado por números de imigração.

Dr Keise Izuma, da Universidade de York, disse: "As pessoas recorrem frequentemente à ideologia quando são confrontados com problemas." Queríamos descobrir se uma região do cérebro está relacionada com a solução de problemas concretos, como decidir como mover o corpo para superar um obstáculo, também está envolvido na resolução de problemas abstratos abordados pela ideologia ".
Os voluntários foram solicitados a classificar a sua crença em Deus, o céu, o diabo, e inferno depois de passar por uma pré-triagem para garantir que eles estavam seguros de suas convicções religiosas. Dr Izuma disse: "Nós decidimos lembrar as pessoas da morte, porque estudos anteriores mostraram que as pessoas se voltam a religião quando estão em face a face com a morte.
"Como esperado, nós descobrimos que quando experimentalmente analisamos o córtex frontal medial posterior, as pessoas estavam menos inclinadas a crer nas idéias religiosas de conforto, embora estivessem sendo colocadas de frente com a morte."

Fonte: [Express.Uk]

Leia também: Habilidades telepáticas do nosso DNA são finalmente comprovadas por cientistas