sábado, 28 de novembro de 2015

Tags: ,

A Nasa estaria ocultando mistério em torno de estrutura gigantesca 'alienígena' ?


No mês passado, a Nasa divulgou que estava estudando uma estrutura gigantesca localizada a quase 1.500 anos-luz da Terra. A estrela KIC 8462852 intrigou os pesquisadores da agência espacial em função de sua quantidade enorme de ondas. Teorias e hipóteses surgiram, mas, alguns questionaram: Será que a Nasa estaria ocultando mistério em torno dessa possível estrutura alienígena?




Inicialmente, acreditava-se que poderia ser uma estrutura nunca antes vista pela humanidade, ou até uma "esfera da Dyson"; teoria apresentada pelo físico Freeman Dyson nos anos 1960 a respeito de um corpo formado por um verdadeiro enxame colossal de salélites em torno de uma estrela a fim de capturar a grande fonte de energia do astro.

“Extraterrestres devem ser sempre a última hipótese a ser considerada, mas isso que estamos vendo parece muito algo que você espera que uma civilização extraterrestre construiria”, apontou o astrônomo Jason Wright, da Universidade Penn State, à The Atlantic ainda este ano. 

Entretanto, esta semana os pesquisadores apresentaram outra teoria.

Agora, a agência levantou a hipótese de ser uma família de cometas viajando em uma órbita longa e rara. À frente deles haveria um cometa ainda maior, responsável pelos padrões estranhos de luminosidade identificados – eles seriam fruto do movimento dos asteróides.

Agora, cientistas creem ser um enorme aglomerado de cometas em volta de um maior ainda. (CC)

Para detectar a movimentação dos cometas, os astrônomos usaram luz infravermelha, mas mesmo assim eles não estavam visíveis durante as observações realizadas este ano, ou seja: nada ainda é 100% conclusivo, o que não é motivo para desanimar a equipe de pesquisa.
"Nós talvez ainda não saibamos o que está ocorrendo em torno dessa estrela, e é isso que a torna tão interessante assim", refletiu o astrofísico da Nasa, Massimo Marengo. 

O relatório foi produzido a partir de dados colhidos pelo telescópio espacial Spitzer. De acordo com Marengo, porém, mais estudos serão necessários para esclarecer com precisão o caso da estrela KIC 8462852.

Leia também: Incrível: Antigos textos hindus descreveram viagens interplanetárias milhares de anos atrás