domingo, 15 de novembro de 2015

Tags: , ,

A partícula do dragão: Cientistas apresentam a primeira fotografia de um organismo alienígena vindo do espaço


Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Sheffield e do Centro de Astrobiologia da Universidade de Buckingham, Reino Unido, revelaram uma fotografia incrível de um organismo misterioso, que foi submetido a várias análises para comprovar de fato que essa seria a primeira evidência irrefutável da existência de vida extraterrestre.




O organismo alienígena que não mede 10 micrômetros tem sido chamado de "The Dragon Particle" e é uma "entidade biológica", composto de carbono e oxigênio, elementos essenciais da vida. Os pesquisadores foram capazes de se apossar do organismo através do envio de um balão até a estratosfera, situado vinte e sete quilômetros acima da atmosfera da Terra. A missão desses balões era coletar partículas espaciais durante uma chuva de meteoros.

Outros pesquisadores são bastante céticos sobre a descoberta e sugere que o "organismo Alien" pode ter se originado na Terra, especialistas da Universidade de Sheffield e Buckingham descartaram essa possibilidade firmemente sugerindo que a "Partícula do dragão" não se originou na Terra e sim de outro lugar no cosmos. Milton Wainwright, um dos responsáveis ​​pela pesquisa, disse que esta descoberta não só comprova a existência de formas de vida fora da Terra, como também comprova que corpos alienígenas entram diariamente em nosso planeta. "A foto mostra uma estrutura coloquialmente chamada de " a partícula do dragão ", a análise científica mostrou que ela é feita de carbono e oxigênio e, portanto, não é um pedaço de poeira cósmica ou vulcânica." Disse o Professor Milton Wainwright. "É sem dúvida incomum e isso não se parece com nada encontrado na Terra. "O que é surpreendente é que estes organismos aparecem em locais inopinos para a vida. "Não há pólen, grama ou partículas de poluição encontrados com elas.. "A menos que exista um meio dessa partícula ter saído da Terra, mas não sabemos se isso realmente aconteceu.. Provavelmente não. A descoberta do Professor Wainwright e sua equipe parece ser apoiada por descobertas mais recentes da nave espacial Rosetta, que está analisando cometa 67 / P Churyumov-Gerasimenko. Não muito tempo atrás, os cientistas responsáveis ​​pela missão Rosetta relataram terem encontrado oxigênio na atmosfera do cometa 67 / P Churyumov-Gerasimenko e estão chamando-a de uma das mais incríveis descobertas até agora. 
Este achado levanta várias perguntas sobre os modelos anteriores de formação do sistema solar e pode afetar a maneira de como nós podemos procurar vida em outros lugares do universo. "A primeira vez que vi isso, todos nós fomos um pouco cético e negamos porque realmente não era esperado oxigênio molecular ser encontrado em um cometa", disse Kathrin Altwegg da Universidade de Berna, na Suíça, o líder do projeto para ROSINA, a Rosetta Spectrometer Orbiter para Ion e Análise Neutral. Curiosamente, não só os investigadores sabem agora que o Cometa 67P tem oxigênio, mas especialistas também acreditam que o cometa pode estar carregando a vida nele. De acordo com astrônomos, algumas das características misteriosas do cometa 67P / Churyumov-Gerasimenko pode ser marcado como Alienígenas. Os pesquisadores apontam para a crosta negra orgânica que pode haver organismos vivos debaixo de uma superfície gelada. Misteriosamente, a nave espacial Rosetta, que está em órbita deste estranho cometa pegou agrupamentos anormais de material orgânico que, de acordo com os cientistas, se assemelham a partículas virais (via ewao.com)

Leia também: Impressionante: Brasileiro consegue gravar um dos relatos ufológicos mais incríveis de todos os tempos!