segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Tags:

''Iremos prender em flagrante quem aumentar o preço da água'' Afirmam Policiais aos vendedores que se aproveitam da tragédia


Policiais civis e militares de Governador Valadares, no Leste do Estado, vão percorrer a partir da tarde desta segunda (16), os estabelecimentos comerciais da cidade para orientar e prender em flagrante os comerciantes que elevaram o preço da água mineral. Galões com 20 litros que antes custavam R$ 8,00 estão sendo oferecidos por R$ 20,00.




O rio Doce é a única fonte de captação de água em Valadares, mas o trabalho foi suspenso por causa da lama da Samarco. Sem água nas torneiras, a maior cidade do Vale do Rio Doce, com 280 mil habitantes, enfrenta uma crise hídrica. Há relatos de tumultos em pontos de venda de água e de caixas, tonéis, tinas e tambores. Um suposto saque de 700 galões de água no Santa Rita foi descartado pela PM.

Segundo o delegado Bernardo Pena Sales, tarifar em valor maior uma mercadoria, neste caso indispensável para a população, e crime contra a economia popular. A pena vai de seis meses a dois anos de prisão. Inquéritos serão abertos pela Polícia Civil e encaminhados ao Ministério Público (MP). “Vamos orientar e fazer fiscalizações com eventuais prisões em flagrante”, avisa.

O promotor Gustavo Leite lembra que além de vender produtos com valores excessivos, em especial os de subsistência humana em período de crise como a de escassez de água em Valadares, e crime contra a economia popular negar a venda com valores originais, justos se as mercadorias estiverem disponíveis.

Sede

Viúva, desempregada e mãe de dois filhos pequenos, a dona de casa Fábia Rocha, de 40 anos, sempre usou o filtro de barro para filtrar a água de casa. Mas sem ter o que colocar no recipiente, resolveu comprar um galão de 20 litros, mas desistiu. "Um absurdo esse preço. Melhor tentar água com os vizinhos", disse.

O advogado Haroldo Campos, de 58 anos, está revoltado com a situação. “ No Brasil nada é preventivo. Tudo vem depois, preferem consertar”, disse, ao sair de um supermercado com 20 fardos de água mineral. [Jornal Hoje em dia]