terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Tags: ,

Estudiosos encontram indícios e confirmam: ''Um grande dilúvio destruiu a Europa no passado''


Durante toda sua existência, a humanidade teve que encarar milhares de problemas sérios para seguir existindo. Alguns deles foram inevitáveis, uma vez que aconteceram por conta de mudanças naturais pelas quais o planeta passou.




Um dos episódios mais conturbados da história recente — claro, em comparação a toda nossa existência — é registrada em crônicas medievais. Ela dá conta de uma fome implacável que assolou a Europa em 1315 e matou milhares de pessoas ao longo de dois anos.

E um estudo minucioso feito por cientistas chegou finalmente à causa dessa fome. E a conclusão é de que um grande dilúvio pode ter atingido parte da Europa e feito com que a escassez de alimentos destruísse a vida de milhares de pessoas.

Para isso, os pesquisadores estudaram os anéis de cedros de outras árvores com mais de mil anos na Alemanha, na Irlanda e na Escandinávia. Segundo eles, a espessura dos anéis de crescimento obedece a fatores que limitam ou não a possibilidade do vegetal crescer — entre eles, o clima.

Quanto menor o índice de precipitações, mais fino e escuro é esse tipo de anel. E, com isso em mente, os pesquisadores descobriram que boa parte da Europa foi devastada pelas chuvas no início do século 14. Ficaram foram da catástrofe apenas a Itália, o sul da Espanha e o que à época correspondia a uma parte do território Bizantino.

Desta forma, apesar da escassez de registros, é possível saber que a fome que matou milhares de pessoas ao longo de dois anos em nada teve a ver com uma praga ou algo do tipo. A precipitação completamente anormal e sem padrão foi responsável por uma das maiores catástrofes que a humanidade já superou. Fonte: Yahoo Notícias

Veja também: Cientistas mostram evidencias geológicas: ''A grande esfinge foi construída cerca de 800 mil anos atras''