sábado, 5 de dezembro de 2015

Tags: , ,

Físico americano faz alerta mundial: ''A tecnologia Wi-fi é nociva a saúde e pode causar várias doenças, previna-se o quanto antes''


Um físico americano, em uma recente palestra nos alertou do impacto sobre a Saúde causada ​​pela radiação de radiofreqüência / microondas produzido por dispositivos sem fio. Dr. Ronald M Powell, PhD em Física Aplicada da Universidade de Harvard publicou um aviso sobre os riscos de saúde associados com dispositivos sem fio.




"Em termos simples, uma crise de saúde mundial está emergindo e está se tornando uma marca registrada do século 21", afirma Dr. Powell em um recente documento onde nos alerta do perigo do uso do WiFi. Segundo ele a comunidade internacional de pesquisa biomédica está tentando nos alertar; mas as pessoas não estão ouvindo." 

O graduado de Harvard acredita indivíduos lutam com a dissonância cognitiva sobre a questão afirmando que "a genuína utilidade de dispositivos sem fio promove negação dos riscos." Mas Powell não está sozinho, outro especialista da indústria têm preocupações semelhantes. Ele propôs que "milhares de estudos revisados ​​por pares publicados em revistas de investigação biomédica têm contribuído para o nosso entendimento desse impacto. Assim, muitos efeitos biológicos graves foram encontrados. Além disso, estes efeitos biológicos ocorrem a níveis de radiação muito mais baixos do que esperávamos". 

Há muitos problemas de saúde detalhados que podem ser causa de dispositivos sem fio, todos os seres vivos são bioelétricos na natureza. Powell explica, é por isso que existe o "eletrocardiograma e eletroencefalograma''. Eles, evidentemente, medem os pequenos sinais eléctricos, que operam o coração e o cérebro. As tarefas críticas realizadas por esses minúsculos sinais elétricos, e tantos outros sinais elétricos em todas as coisas vivas, podem ser interrompidas pela radiação de radiofreqüência / microondas ". Os efeitos colaterais e perigos de doença por exposição ao Wi-Fi incluem: perturbação do sono, dores de cabeça, fadiga, zumbido nos ouvidos perda de memória,tontura, arritmia cardíaca, Danos no DNA ,Câncer, infertilidade entre outros. 

Dr. Powel alertou a representantes do Estado que não podemos controlar a exposição a esses dispositivos e que "os indivíduos, mesmo conscientes não podem controlar sua exposição em qualquer ambiente compartilhado com os outros, porque a radiação em torno deles é muito parecida com o fumo passivo. Educação e prevenção são no momento a melhor maneira de se prevenir ", por enquanto, o público terá para se proteger, enquanto exigimos uma ação pública de maiores proporções", concluiu Powell, Phd (via therundownlive.com)

Veja também: A morte sobre nossas cabeças: Lâmpadas econômicas são tóxicas para o cérebro, sistema nervoso, fígado, rins e coração