segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Tags: , ,

'Seres humanos foram criados por alienígenas super avançados, a mensagem está no nosso DNA' Dizem cientistas Russos


Um novo estudo revela como o DNA humano foi codificado usando um sinal extraterrestre utilizado pelos antigos extraterrestres que visitaram a Terra no passado distante. 




O estudo é chamado de "o" Wow! Sinal "do código genético terrestre", e é o trabalho de dois pesquisadores do Departamento de Matemática, Fesenkov do Instituto Astrofísico, Almaty, República do Cazaquistão. Os dois autores do estudo, os pesquisadores Vladimir I. Shcherbak e Maxim A. Makukov, acreditam na existência de um "SETI Biológico" - um código matemático que reside dentro do DNA humano, e é algo que não pode ser explicado através do curso da evolução como afirmam as teorias tradicionais. 

De acordo com o estudo, a ciência esta perto de provar a teoria do antigo astronauta, bem como a hipótese de que nossa espécie foi projetada por alienígenas avançados através da manipulação de DNA. O duo científico declarou no Jornal Icarus que: ''Uma vez fixado, o código, ele poderá ficar inalterado em escalas de tempo cosmológicas. De facto, é a construção mais durável conhecida. Por isso, representa um armazenamento excepcionalmente confiável para uma assinatura inteligente. Uma vez que o genoma é apropriadamente reescrito, o novo código com uma assinatura fica congelado na célula e a sua descendência, que pode então ser entregue através do espaço e do tempo. Em outras palavras, o DNA humano é concebido com uma tal precisão que revela um "conjunto de padrões de aritméticas e ideográfica de linguagem simbólica". 
Como resultado deste estudo, outros pesquisadores agora discutem a probabilidade de que nós seres humanos, fomos projetados fora do nosso sistema solar por nossos criadores alienígenas há vários bilhões de anos atrás, uma hipótese fortemente apoiada por muitos textos antigos encontrados na Terra que falam da criação da humanidade e dos deuses criadores ou divindades. No entanto, o estudo também se concentra na ideia de que a vida na Terra surgiu como resultado de partículas microbiológicas que vieram do cosmos em asteróides e cometas, que se comportam como dispositivos de transporte gigantes que tem como objetivo semear a vida em diferentes planetas capazes de sustentar-lo. Esta teoria é diferente da teoria da evolução clássica, porque seus defensores acreditam que não somos um produto da evolução aleatória, mas uma certa criação de nossos criadores, desenhados e enviados à terra de propósito. Cherbak e Makukov apresentaram uma análise detalhada do genoma humano, que mostrou um método de precisão ignorada no mapeamento entre os nucleótidos do DNA e aminoácidos. A dupla afirmou que: Os arranjos simples do código revelam um conjunto de padrões aritméticos e ideográficos de linguagem simbólica, preciso e sistemático, esses padrões subjacentes aparecem como um produto da lógica de computação e não trivial. 
 
Assim, seria possível que a raça humana fosse na verdade desenhada por seres alienígenas avançados com conhecimento extenso de criar vida por meio da manipulação de DNA? Se assim for, a espécie humana é um produto originário de outro planeta neste vasto universo? Ou é mais um produto concebido na Terra por uma raça avançada que ancorou neste planeta no passado antigo, como muitos textos antigos sugerem? Embora não possamos negar a hipótese da panspermia que afirma que a vida na Terra se originou a partir de micro-organismos ou de precursores químicos da vida presente no espaço exterior, achamos provável que a vida na Terra é de fato um trabalho de espécies mais inteligentes, com a capacidade de criar vida. Qualquer que seja o caso, os próximos anos irão revelar mais informações sobre tópicos que até agora foram proibidos ou ignorados pela maioria dos cientistas.

Leia também: Astronauta faz denuncia: ''Nasa teria silenciado e ameaçado aos Astronautas que viram OVNIS''