terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Tags: , ,

Tardígrado: Um ser microscópico que tem mais DNA extraterrestre do que qualquer outra forma de vida na terra!


"Não tínhamos idéia de que um genoma animal poderia ser composto de tanto DNA estranho", disse o co-autor Bob Goldstein, da Universidade de Carolina do Norte em Chapel Hill para Disclose.tv - "Nós sabíamos que muitos animais adquirem genes estranhos, mas não se tinha ideia de que isso acontecia a esse grau. " 




Isso levanta a questão de onde nossos genes vieram. "Os animais que podem sobreviver tensões extremas podem ser particularmente propensos a adquirir genes estranhos - e genes de bactérias podem ser mais capazes de resistir aos esforços do que os animais", disse o pesquisador Thomas Boothby. Os investigadores também descobriram um estranho mecanismo de sobrevivência nesse ser: o tardígrado pode secar o seu corpo totalmente, que é composto de apenas 3% de água, em seguida, retroceder o processo. Quando isto acontece, o DNA é dividido em pequenos segmentos. Enquanto a re-hidratação ocorre, o núcleo das células se tornam permeável, permitindo que outras moléculas de DNA passem normalmente, a aquisição de DNA seria um processo aleatório. Acredita-se que este ser está em linha com a evolução, e os genes que ajudam a sobrevivência são passadas através da reprodução. O que é interessante é que este processo fornece insights sobre a evolução da vida. Boothby é citado: "Nós pensamos na árvore da vida, o material genético que passa verticalmente de mãe e pai.
Mas com transferência horizontal de genes acabam se tornado mais amplamente aceitos e mais bem conhecidos, pelo menos em certos organismos, esse ser está nos fazendo a refletir sobre a forma como pensamos sobre a evolução e a herança de material genético. Em vez de pensarmos na árvore da vida, podemos pensar sobre a teia da vida e o cruzamento de material genético de galho em galho ... é emocionante. Estamos começando a ajustar a nossa compreensão de como a evolução funciona. " A pesquisa foi publicada na revista Proceedings, da Academia Nacional de Ciências, e irá fornecer indicações úteis sobre o desenvolvimento da medicina. Obrigado, tardígrado! 

Veja também: ''Mundos paralelos existem e interagem com o nosso mundo'' Afirmam Físicos