domingo, 31 de maio de 2015

, , ,

Estudo genético sugere que os antigos faraós eram híbridos alienígenas!





Um novo estudo genético sugere que uma linhagem de faraós egípcios foi sujeita a manipulação genética por uma civilização tecnologicamente avançada.  Alguns chamariam este fato de prova definitiva de que os construtores das pirâmides tinham uma forte conexão com seres de outros lugares do Universo.

Stuart Fleischmann, Professor Assistente da Comparative Genomics, na Universidade do Cairo, e sua equipe, recentemente publicaram os resultados de um estudo de 7 anos que mapeou os genomas de 9 faraós egípcios. Se for provado como correta, esta descoberta poderá potencialmente mudar os livros de história.

Fleischmann e sua equipe sujeitaram preciosas amostras de DNA antigo a um processo chamado de Polymerse Chain Reaction (PCR).  No campo da biologia molecular, esta técnica é muitas vezes utilizada para replicar e amplificar uma única cópia de um pedaço de DNA, dando aos pesquisadores uma imagem clara das impressões digitais genéticas de uma pessoa.

Oito de nove amostras retornaram resultados interessantes, porém típicos.  A nona amostra pertenceu a Akhenaten, o enigmático faraó do 14º século AC, e pai de Tutancamon. Um pequeno fragmento de tecido de cérebro foi a fonte da amostra de DNA e o teste foi repetido usando tecido ósseo.  Os mesmos resultados foram obtidos.
Um dos ‘culpados’ foi um gene chamado CXPAC-5, que é responsável pelo crescimento do córtex. A anomalia pode ser vista na imagem abaixo.
c3sdf54f1d-f6
Parece que esta atividade aumentada no genoma de Akhenaten poderia sugerir que ele tinha uma capacidade craniana maior, devido à necessidade de abrigar um córtex maior.  Mas que mutação causaria o crescimento de um cérebro humano?  Ainda temos que descobrir tal técnica, apesar dos anos de avanços na genética.


Poderia esta evidência de 3.300 anos apontar para a manipulação genética na antiguidade?  Foi este trabalho realizado por seres extraterrestres avançados? Seria a mitologia do antigo Egito mais do que uma coletânea de contos alegóricos?  O Professor Fleischmann explica:

” A Telomerase [uma enzima genética] somente é despendida por dois processos: envelhecimento extremo e mutação extrema.  A genética e os dados arqueológicos sugerem que Akhenaten viveu até os 45 anos de idade.  Isto não é nem de perto o suficiente para consumir toda a telomerase do cromosomo, deixando assim somente uma explicação inconveniente, mas possível.
Esta hipótese também é apoiada pelo fato de que uma análise por microscópio eletrônico revelou sinais de cicatriz no nucletídeo, que é um sinal indicador de cura da espiral do DNA após ter sido exposta a fortes mutações.

Estaria este fato sugerindo que Akhenaten, um dos faraós mais misteriosos do antigo Egito, passou por uma modificação genética durante sua vida?  Esta alegação apoia a teoria de que os alienígenas antigos uma vez visitaram a civilização que vivia ao longo do rio Nilo.
Uma outra evidência interessante fornece apoio à esta hipótese.  A imagem abaixo mostra duas fotos de tecido ósseo, feitas por microscópio, obtidas do crânio de Akhenaten e de uma múmia diferente da mesma idade.

c3sc51731d-f3
O tecido ósseo à esquerda e muito mais denso e fundamentalmente diferente em escala nanoscópica.  Poderia este aumento de resistência dos ossos cranianos ser um indicador de um aumentado desenvolvimento do cérebro?

Esta é uma descoberta no mínimo excitante“, disse Felischmann à imprensa. “Minha equipe e eu submetemos os documentos para revisão de colegas e fizemos e refizemos os testes um número suficiente de vezes, que estamos confiantes que são precisos.  Não sei a respeito de todas as implicações de nossas descobertas, mas certamente acredito que elas devem pelo menos apontar a comunidade científica numa direção que seria imediatamente descartada há somente algumas décadas.

Se este estudo estiver correto, ele irá disparar uma mudança de paradigma sem precedentes.  Se alienígenas estiveram ativamente envolvidos na vida dos indivíduos mais poderosos há milhares de anos, isto significa que irão retornar? Ou talvez eles nunca partiram.

Mas o aspecto mais importante seria a existência de indivíduos, descendentes diretos da linhagem real do antigo Egito, que ainda possuem os genes alienígenas implantados nos genomas de seus ancestrais.







sábado, 30 de maio de 2015

, ,

Navio reaparece 90 anos após ter desaparecido no misterioso triangulo das bermudas





Havana | A Guarda Costeira cubana anunciou esta manhã, que eles tinham interceptado um navio que desapareceu em dezembro de 1925 e desde então tem sido ligado à lenda do Triângulo das Bermudas.

As autoridades cubanas avistaram o navio pela primeira vez em 16 de maio, perto de uma zona militar restrita, a oeste de Havana. Eles fizeram muitas tentativas frustradas de se comunicar com a tripulação, até que então, finalmente, mobilizaram três barcos de patrulha para interceptá-lo.

Quando eles chegaram, eles ficaram surpresos ao descobrir que o navio na verdade era um navio de quase 100 anos de idade identificado como o Cotopaxi, um nome famoso associado à lenda do Triângulo das Bermudas. Não havia ninguém a bordo e o navio parecia ter sido abandonado por décadas, sugerindo que isso poderia realmente ser o cargueiro tramp que desapareceu em 1925.

Uma busca exaustiva do navio levou à descoberta do diário de bordo do capitão. Foi, de fato, associado ao ''Clinchfield Navigation Company'', os proprietários da SS Cotopaxi, mas não trouxe nenhuma pista sobre o que aconteceu com o navio ao longo dos últimos 90 anos.



Um Especialista cubano, Rodolfo Salvador Cruz, acredita que diário de bordo do capitão é autêntico. Este documento está cheio de informações preciosas sobre a vida da tripulação antes do desaparecimento do navio, mas as entradas de repente param em 01 de dezembro de 1925.

Em 29 de Novembro de 1925, a SS Cotopaxi partiu de Charleston, Carolina do Sul, e se dirigiu para Havana, Cuba. O navio tinha uma tripulação de 32 homens, sob o comando do capitão WJ Meyer, e estava levando uma carga de 2.340 toneladas de carvão. Foi dado como desaparecido dois dias depois.

O vice-presidente do Conselho de Ministros, general Abelardo Colomé, anunciou que as autoridades cubanas estavam indo conduzir uma investigação completa para elucidar o mistério do desaparecimento e reaparecimento do navio.

"É muito importante para nós entender o que aconteceu", diz o Geral Colomé. "Tais incidentes podem ser muito ruim para a nossa economia, por isso temos quer certificar-se que este tipo de desaparecimento não volte a acontecer. Chegou a hora de resolver o mistério do Triângulo das Bermudas, de uma vez por todas. "

O Triângulo das Bermudas é uma região vagamente definida que abrange a área entre Miami, Porto Rico e Bermuda, onde dezenas de navios e aviões desapareceram em circunstâncias misteriosas.



A cultura popular atribui muitos dos desaparecimentos para o tema paranormal e fenômenos sobrenaturais, ou à atividade de seres extraterrestres. Existe ate mesmo uma explicação, que pôs culpa em restos da tecnologia do mítico continente perdido de Atlântida.

Apesar da popularidade de todas estas teorias estranhas, a maioria dos cientistas nem sequer reconhecem a existência do Triângulo das Bermudas, e culpam erros humanos e fenômenos naturais pelos desaparecimentos.

O reaparecimento misterioso da SS Cotopaxi no entanto, já gerou muito interesse na comunidade científica e poderia empurrar alguns especialistas para mudar estudar finalmente esse mistério.

Leia também: Será que você conhece a história desconhecida da suástica ?



, ,

Como os antigos sabiam? Mica foi usada nos tempos antigos como uma fonte de energia?





Vamos nos colocar em Teotihuacan, no México. A origem da sua fundação ainda permanece um mistério. Durante anos, os arqueólogos descobriram que ela foi construída pelos toltecas, uma antiga civilização mexicana. No entanto, a palavra  "tolteca" significa "grande artesão" e, neste caso, pode referir-se a civilização tolteca.

Teotihuacan é um lugar rodeado de charme, beleza e, é claro, de enigmas. Um deles é a descoberta, em 1983, de alguns quartos subterrâneos cujos tetos e paredes foram isolados por uma camada intermediária de mica, isto é, uma camada de pedra, outra  de mica e outra pedra tudo com uma espessura de 15 cm. O mistério é que, até agora, ninguém foi capaz de esclarecer estes quartos.

Também foi encontrado um tubo de mica isolante em cada um destes quartos. Ninguém sabe ou o que seria a sua função.

Recentemente foram encontradas folhas de mica incorporadas em muitas das paredes de Teotihuacan. Seu uso também não foi esclarecido e representa um mistério inexplicável.

Após a realização de uma análise, determinou-se que o tipo de cristais em Teotihuacan é raro. As maiores reservas deste tipo de mica é encontrada apenas na África e América do Sul.

O que é especial sobre este caso é que a pedreira do qual estes cristais podem ser extraídas mais próximo de Teotihuacan é aqui no Brasil, à milhares de quilômetros de distância.

Por que este grande esforço para usar mica, quando haviam áreas mais próximas com outras pedras mais fáceis de explorar?

Quem não conhece este cristal, devo dizer que é um mineral frágil e seria muito difícil de transportar em grandes folhas de longe sem um avançado meios de transporte.

Mas ... o que é a mica?



A Mica é agora usada freqüentemente em vários componentes eletrônicos e seu uso é baseado principalmente em sua electricidade isolante. A Mica é também um excelente condutor térmico.

A Mica também é amplamente usada na produção de energia em todo o mundo.

Portanto, a questão é saber se os construtores antigos já conheciam essas propriedades e tinham usado de alguma forma em seus edifícios. Mistério!

Leia também: Mistério sem resposta: Os Olmecas e suas misteriosas cabeças gigantes



sexta-feira, 29 de maio de 2015

, ,

Stephen Hawking adverte que os computadores podem controlar a humanidade em menos de um século

Físico alertou que o desenvolvimento de robôs munidos de Inteligência Artificial pode levar à extinção humana.



A dominação por robôs munidos de Inteligência Artificial não é pesadelo exclusivo dos filmes de James Cameron. Nesta semana, o físico Stephen Hawking afirmou que acredita ser possível a superação da espécie humana para além dos filmes de ficção científica.
Discursando na Conferência Zeitgeist em Londres, Hawking disse: “Computadores irão superar a raça humana através da inteligência artificial em algum momento dos próximos cem anos. Quando isso acontecer, precisamos ter certeza que compartilhamos do mesmo interesse”, informou a Geek.
Não é a primeira manifestação de Hawking sobre o assunto. Em dezembro, ele chegou a alertar sobre a possibilidade da robótica e seus avanços guiarem a espécie humana rumo a sua total extinção. Ele ressaltou que o fortalecimento físico e intelectual dos robôs para além das capacidades humanas pode fugir do controle.
“Esse processo pode disparar por conta própria e se reformular a um ritmo cada vez maior”, comentou em entrevista para a BBC, “Os seres humanos, limitados pela evolução biológica, são incapazes de competir e podem ser suplantados”.
O físico não está sozinho em suas aflições. Elon Musk, CEO da Tesla Motors e da SpaceX, afirmou em palestra no MIT que a Inteligência Artificial e a pesquisa direcionada a ela são uma ameaça direta à humanidade. 
"Acredito que deveríamos ser muito cuidadosos a respeito da Inteligência Artificial”, defendeu. Não contente, Musk foi além: "Se eu tivesse que dar um palpite sobre a nossa maior ameaça existencial, provavelmente seria que, através da IA, estaríamos invocando o demônio”. 
Mas ainda é cedo para começar a histeria coletiva. Nem toda a comunidade científica se encontra tão alarmada quanto Hawking e Musk. 
Muitas pessoas tendem a encarar a Inteligência Artificial como o cérebro por trás da robótica, mas ela também está presente em smartphones, filtros de spam e até aplicativos que recomendam restaurantes.
Estudos em Inteligência Artificial, por enquanto, estão longe de criar um robô que aprenda facilmente, sobretudo um ciente de si o suficiente para deixar seus operadores humanos de lado e dominar o mundo. 
Manifestações acaloradas como as de Hawking e Musk podem colocar em risco a continuação de pesquisas no ramo.
, , ,

Crônicas do Futuro: Uma história mantida em segredo pelos maçons





As Cronicas do Futuro contam a bizarra e incrível experiência Paul Amadeus Dienach , que viveu no início do século passado na Europa Central. Devido a uma doença grave, o autor esteve em coma durante um ano inteiro, durante o qual afirma que sua consciência viajou para o futuro e entrou em um corpo diferente, o que lhe permitiu interagir com as pessoas daquela época distante. Apesar de que a história parece bizarra, os relatos de Dienach sobre o futuro foram levadas muito a sério pelos maçons e protegido do público em geral por um longo tempo ... até agora.

Há muitos livros que contêm supostas profecias e visões futuristas, mas nenhum chegou perto das estranhas circunstâncias que deram origem à experiência de Dienach, há quase um século. Além disso, apenas um punhado de eleitos tiveram o privilégio de ler suas histórias; de fato, são poucos impressos e publicado na Grécia . Agora, pela primeira vez, você. Vai ter a oportunidade de ler as Cronicas do Futuro -em português e suas revelações sobre o futuro iminente da humanidade. 

 Ele nunca planejou ser um escritor ou escrever um livro. As Crônicas de futuro são, na verdade, uma coleção de seu diário com foco na sua experiência em coma singular. Em 1921, Dienach foi vítima de uma epidemia da doença do sono, e, como resultado da doença entrou em coma e permaneceu nesse estado um ano no hospital, em Genebra. Quando ele acordou, ele registrou em seu diário que ele estava acordado e alerta o tempo todo, mas não no ano ou o local onde o seu corpo jazia. Sua consciência tinha viajado para o corpo de outro homem, Andrew Northman, o ano 3906 d.C De acordo com Dienach, as pessoas notaram que o ano de 3906 teve uma consciência diferente que invadiu o corpo de Andrew Northman, então eles decidiram mostrar e explicar tudo sobre essa época, bem como exatamente o que aconteceu a partir do século 21 ao início Entre o século 40 registrados pelo professor, é mencionado que uma nova espécie de humano chamado Homo Novus Occidantalis, será o próximo passo na evolução. Por medo de ser tratado como louco ou exposto ao ridículo, tanto pessoal quanto profissionalmente, Dienach não contar a sua história a ninguém. Como você chegou a conhecer o diário? Aos 36 anos, com uma saúde muito pobre depois de se recuperar do coma, Dienach mudou-se para a Grécia, no outono de 1922, como um clima mais suave, certamente, para melhorar sua qualidade de vida. Uma vez lá, ele aproveitou a oportunidade para praticar e ensinar em uma universidade alemã. Foi lá que ele conheceu o estudante George Papahatzis, que mais tarde tornou-se o vice-presidente do Conselho Nacional da Grécia, membro fundador da Sociedade Filosófica, e sênior Maçom. Depois de dois anos, e vendo que sua saúde deteriorou-se para o inevitável, o professor decidiu se mudar novamente, desta vez para a Itália. Mas antes de sair, ele confidenciou a seu aluno favorito, Papahatzis, uma maleta cheia de notas, instando-o a ler. 
Logo depois, em 1924, Dienach iria morrer de tuberculose . George Papahatzis observa gradualmente Dienach  durante um período de 14 anos, 1926-1940. Inicialmente ele pensou que seu professor tinha escrito um romance estranho, mas como ele leu mais e mais, ele percebeu que o que ele estava traduzindo eram as mesmas memórias de seu professor.



A II Guerra Mundial e a guerra civil subsequente no país Helênica, fez Papahatzis abandonar temporariamente traduções das notas. Posteriormente, entre 1952-1966, ele tentou rastrear os parentes que vivos do professor falecido, o  mesmo teve de viajar para Zurique, em doze ocasiões. Sua busca foi infrutífera, então ele concluiu que Dienach (que tinha lutado no lado alemão durante a Segunda Guerra Mundial) havia mudado seu nome para chegar na Grécia, um país que apenas lutou contra os alemães. Uma vez que a chegou a tradução da crônica, Papahatzis dividiu o resultado com um círculo fechado de companheiros maçons. Os escritos foram apreendidos pela sociedade secreta como crítico para o futuro da humanidade. Hoje, mais de 40 anos mais tarde, o livro nunca conseguiu sair da Grécia, com exceção de uns poucos escolhidos, a maioria das pessoas ignora sua existência e importância. Entre este grupo seleto é Radamanthys Anastasakis, uma alta classificação em várias sociedades secretas. Em seu papel como editor, publicou o livro em uma pequena escala respeitando a sua estrutura original; mas o grande volume de texto, junto com o fato de que era uma pequena editora, não ajudou. 



A leitura foi complicada, mais de 800 páginas de notas ásperas. O que é compreensível, considerando que o professor alemão nunca teve a intenção que seu diário fosse publicado como um livro. Isso iria mudar em breve,o livro já está sendo publicado em um formato fácil de ler, com ilustrações que refletem a verdadeira essência da experiência descrita. Fiquem atentos!




, ,

No futuro os Ricos se tornarão ciborgues ''a morte é apenas um problema tecnológico a ser resolvido'' Afirma academico

Um acadêmico israelense está convencido de que "nos próximos 200 anos o Homo sapiens será atualizado em algo semelhante a um ser divino, seja através da manipulação biológica, engenharia genética ou a criação de ciborgues com uma parte orgânica e outras não-orgânicas ".

Yuval Harari Noah, um professor da Universidade Hebraica de Jerusalém e autor do Sapiens: Uma Breve História da Humanidade, que traça a evolução do homem, acredita que a transformação do ser humano "será a maior evolução biológica desde o surgimento da vida, cita o jornal The Telegraph. No entanto, o historiador especifica que só os ricos terão acesso a essa tecnologia cyborg, que irão alargar o fosso entre ricos e pobres na sociedade. No futuro, a participação minoritária dos que tem mais recursos financeiros serão capazes de viver para sempre, enquanto a maioria pobre se extingue. Quanto à relação entre religião e tecnologia, Yuval Harari Noah disse que os seres humanos estão ficando cada vez mais poderosos e não precisarão mais as muletas dos deuses. "Agora precisamos dizer não a Deus, mas a tecnologia", acrescentou. "A parte mais interessante do mundo a partir da perspectiva de um lugar religioso não é o Oriente Médio, mas Silicon Valley, onde ele está desenvolvendo uma ''tecnoreligião''. Eles [Vale do Silício] ainda acreditam que a morte é apenas um problema tecnológico a ser resolvido ", disse o pesquisador. 

Leia também: Os seres humanos poderiam ''upar'' sua consciência em um computador e viver para sempre


,

Maat: a antiga deusa egípcia da verdade, justiça e moralidade





Maat, também conhecida como Ma'at ou Mayet, era uma deusa do sexo feminino na religião egípcia antiga que representava a  verdade, justiça, equilíbrio e moralidade. A filha do sol egípcio da divindade Ra e esposa do deus Thoth lua, ela serviu como uma espécie de espírito de justiça para os egípcios. Ela que decidia se uma pessoa iria chegar com sucesso a vida após a morte, por pesagem, a sua alma contra sua pena da verdade, e era a personificação da ordem cósmica e uma representação da estabilidade do universo. Os primeiros escritos onde ela está mencionada data de mais de 2.300 anos atrás.

A cultura egípcia foi centrada em ordem, tudo tinha o seu devido lugar no mundo. Isto incluiu a religião, a sociedade e as mudanças sazonais. A deusa Ma'at veio para representar o conceito de equilíbrio e ordem, porque muitos egípcios necessitavam explicar o mundo ao seu redor. Ela foi a única que manteve as estrelas em movimento, a mudança das estações e da manutenção da ordem do Céu e da Terra. A força de oposição dela era conhecido em termos antigos como "isfet" ou o caos. 

Ma'at é normalmente representada sob a forma de uma mulher sentada ou em pé com as asas estendidas ligados a ambos os braços. Em outros casos, ela é vista segurando um cetro em uma mão e um ankh (símbolo da vida) no outro. Sua estátua foi uma plataforma de pedra que descreve uma fundação estável na qual a ordem foi construída. Um símbolo comum associada à ela é uma pena de avestruz . Muitas vezes, a pena de Ma'at era uma característica distintiva do seu cocar. Em outras imagens a pena por si só transmitia sua presença. Esta pena passou a simbolizar seu ser, bem como a representação do equilíbrio e da ordem, tornou-se um hieróglifo para "verdade".

Ma'at foi associada com a lei no Egito antigo. A partir da quinta dinastia (c. 2510-2370 a.C) em diante, o Vizir responsável pela justiça foi chamado o Sacerdote da Ma'at e em períodos posteriores juízes usavam imagens dela. O "espírito de Maat" foi encarnado pelo juiz-presidente encarregado dos tribunais egípcios. Ele tinha uma dupla função, servindo como um padre e trabalhando diretamente nos tribunais e da justiça do sistema. O "Juiz de Ma'at" começava as audiências judiciais vestindo a pena de Ma'at e todos os outros funcionários da corte usavam pequenas imagens de ouro da deusa como um sinal de sua autoridade judicial, também como um símbolo de que seu julgamento seria equilibrado e justo.  

Os antigos egípcios adoravam muitos deuses, um foi certamente Ma'at, embora os arqueólogos egípcios acreditam agora que ela era talvez mais de um conceito ou um ideal. É razoável supor que seus princípios ajudaram  o povo do Egito em ser pessoas melhores e que ela poderia ser comparada com a consciência de uma pessoa. Houve um pequeno templo dedicado a Ma'at por Hatshepsut, o quinto faraó da XVIII dinastia egípcia, primeira mulher faraó do Egito, no complexo do templo de Karnak em Luxor Egito. Em grande parte em ruínas, ainda preserva inscrições de alguns dos vizires de Ramsés III e XI. Um templo anterior Ma'at existia nesta área, indicado por relevos e estrelas pertencentes ao reinado de Amenhotep III. O templo está dentro da Delegacia de Montu. 

Leia também: Os antigos egípcios tinham eletricidade ? Curiosa representação pode provar que sim!



,

Cientistas de Harvard dizem que pode haver uma antiga Terra no centro da terra





Uma equipe de cientistas de Harvard pode ter encontrado uma indicação de que uma parte de uma antiga Terra existe dentro manto de nosso planeta. (Terra oca?)

Um estudo apresentado na conferência Goldschmidt em Sacramento, Califórnia, afirma que a razão isotópica anteriormente inexplicável das profundezas da Terra pode ser um "eco" da Terra antiga que existia antes da colisão com outro corpo celeste.

De acordo com os autores do estudo, a proporção pode representar um sinal a partir de um material que existia antes do momento da colisão.

Os cientistas da Universidade de Harvard, liderado pelo Professor Associado Sujoy Mukhopadhyay acreditam que apenas uma parte da terra se derrete como resultado da colisão, e que nas profundezas do manto de nosso planeta ainda existe uma parte da Terra antiga.

Os cientistas estudaram a relação isotópica da gases nobres das profundezas do manto da Terra e comparou-a com a razão isotópica dos gases encontrados mais perto da superfície. Eles descobriram que a proporção de 3He para 22Ne a partir das camadas de superfície do manto é muito mais elevada do que a uma das suas camadas mais profundas.

A análise do 129-Xenon e relação de 130-Xenon também confirma a hipótese sugerida pelos pesquisadores. O material que foi processado para a superfície do manto de profundidade tem uma relação mais baixa do que a que está normalmente localizada perto da superfície.

Desde o 129-Xenon é produzido pelo decaimento radioativo do iodo-129, estes isótopos indicam que a parte antiga do manto foi formada durante os primeiros 100 milhões de anos de evolução da Terra.

Os cientistas acreditam que esta teoria explica as diferenças entre as proporções de isótopos de gases nobres em diferentes partes da Terra.

Como o professor Mukhopadhyay disse: "A geoquímica indica que há diferenças entre as proporções de isótopos de gases nobres em diferentes partes da Terra, e estes precisam ser explicados. A idéia de que uma colisão muito perturbadora da Terra com outro corpo do tamanho do planeta, o maior evento da história geológica da Terra. Se a teoria for provada correta, então podemos estar vendo ecos da antiga Terra, a partir de uma hora antes da colisão ".



Os cogumelos mágicos são 'menos prejudiciais do que se pensava "e devem ser reclassificados, diz líder psiquiatra

Drogas psicodélicas, incluindo LSD e os cogumelos mágicos são muito menos prejudiciais do que tem sido afirmado, e devem ser reclassificadas para tornar mais fácil para os cientistas a pesquisar seus benefícios potenciais , afirmou um líder psiquiatra.




A Pesquisa médica promissora em psicodélicos estancou em 1967, quando eles foram classificados como ilegal em meio a preocupação generalizada sobre os seus prejuízos psicológicos e sociais.

No entanto, escrevendo no BMJ, o psiquiatra Dr James Rucker, disse que nenhuma evidência tinha mostrado que as drogas causavam dependência. Também há pouca evidência de dano quando usado em ambientes controlados, seria uma riqueza de estudos para usos no tratamento de transtornos psiquiátricos comuns, disse.

Os pesquisadores estão começando a estudar outra vez como o LSD e psilocibina - o composto ativo dos cogumelos mágicos - pode ser benéfico no tratamento do vicio, como transtorno obsessivo compulsivo e até mesmo, de acordo com um pequeno estudo suíço, para aliviar os sintomas de ansiedade em pacientes terminais.

No entanto, ensaios maiores são "quase impossíveis", argumenta o Dr. Rucker, por causa dos "obstáculos práticos, financeiros e burocráticos" impostos pelo estatuto jurídico dos medicamentos.

No Reino Unido, os cogumelos mágicos e LSD são de classe A e um cronograma de drogas. As instituições que desejam realizar pesquisas necessitam de uma licença de 5.000 libras para manter as drogas, e apenas quatro hospitais no Reino Unido possuem um.

O pequeno número de fabricantes dispostos a produzir os medicamentos devem também cumprir com os regulamentos internacionais, levando a acusações pesadas para os investigadores que pretendam adquirir as drogas, com um fabricante citando um custo de £ 100.000 para 1g de psilocibina, de acordo com o Dr. Rucker, do King Institute of London College of Psychiatry, Psicologia e Neurociências.

Leia também: Dr.Otto Warburg vencedor de premio nobel ensina como prevenir o câncer




Fonte

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Este hotel no estilo Sci-Fi foi abandonado por uma razão sinistra





Olhando esse cenário vem logo a mente um filme de ficção, Mas, na verdade esse é um lugar real que existia. Ninguém pôs os pés nele (legalmente) desde 1980.

Os Sanzhi "casas" de OVNIs foram construídas em Tawain por uma empresa chinesa chamada Grupo Kuo Hung, o projeto foi abandonado dois anos após a construção. Os motivos para o seu abandono inspiraram lendas locais. Algumas hipóteses sugerem que a construção seria muito cara, mas outros pensam que pode ter havido algo paranormal no trabalho.

A construção começou em New Taipei City, Taiwan, em 1978. Estas estruturas foram projetados para ser resorts de férias para soldados americanos no leste da Ásia.

O resort foi basicamente projetado pra ter um parque aquático ao ar livre

A construção parou em 1980, antes que os primeiros hóspedes pudessem desfrutar 



Muitos citam um pobre financiamento como a principal razão para o abandono, mas alguns suspeitam que houve alguma atividade paranormal que levou os construtores a desistirem



Embora a vista das casas Sanzhi é bonito, ele veio com um custo. Há rumores de que o resort foi construído em cima de um cemitério de soldados holandeses mortos. Os trabalhadores disseram que estavam frequentemente visitado por espíritos que estavam nem um pouco satisfeito por ter seu sono perturbado.



Acidentes misteriosos começaram a ocorrer no local, muitos dos quais foram fatais.



Alguns alegam que vários dos trabalhadores cometeram suicídio, sem qualquer indicação de que eles eram infelizes antes que eles tirassem suas próprias vidas.



Exploradores urbanos que invadem o local dizem que a área continua a ser assombrada pelos dois soldados e trabalhadores;



Há ainda outra lenda que afirma que a área já foi o lar de um dragão sagrado que não deve ser perturbado. Então, basicamente, a área é agora duplamente amaldiçoada.



Embora abandonado, o resort se tornou uma atração turística fantasma para os fãs de ficção científica e mundos apocalípticos (que também gostam de entrar ilegalmente propriedade privada).



Imagens do resort abandonado têm sido utilizados para filmes amadores e profissionais



Apesar de uma petição on-line, o resort abandonado foi demolido em 2008.



Em 2010, o terreno foi alugado para outra empresa que espera fazer ainda um outro resort e parque aquático em cima do velho. Vamos torcer para que os espíritos não atrapalhem dessa vez...





Eu sempre fui apaixonado pela descrição brega dos anos 1980 do que o futuro deveria ser parecido... Se esta estrutura fosse construída em um local menos assombrado, ela provavelmente teria sido um sucesso! 

Vocês acreditam mesmo nessa história? 

Leia também: Não leia se tiver medo: 10 Casos mais aterrorizantes de possessões demoníaca reais

quarta-feira, 27 de maio de 2015

,

Os seres humanos poderiam ''upar'' sua consciência em um computador e viver para sempre





Os seres humanos poderiam baixar seu cérebro a um computador e viver para sempre dentro de uma máquina, um neurocientista de Cambridge afirmou.

Dr. Ana Critchlow disse que, se um computador pode ser construído para recriar os 100 triliões de ligações do seu cérebro seria possível você existir dentro de um computador.

Dr Critchlow, 'disse que, embora o cérebro seja extremamente complexo, ele funciona como uma grande placa de circuito e os cientistas estavão começando a entender a função de cada parte.

Questionado sobre se seria possível um dia baixar consciência em uma máquina, ela disse: "Se você tivesse um computador que poderia absorver aquelas 100 trilhões de conexões do circuito, sim, seria possível .

"As pessoas provavelmente poderiam viver dentro de uma máquina. Potencialmente, eu acho que é definitivamente uma possibilidade.

Dr Critchlow também disse que era um mito que os seres humanos só usam 10 por cento de seus cérebros, e disse que a falácia tinha sido fomentada por Albert Einstein que disse que ele tinha descoberto a Teoria da Relatividade, porque seu cérebro estava trabalhando em um nível mais alto do que a maioria das pessoas.

"Estamos a cerca de 100 bilhões de células nervosas é a placa de circuito mais complexa que você poderia Imaginar, Esses recursos usam eletricidade.
Afirmou.

Leia também: Estudante constrói braço robótico controlado por ondas cerebrais
Fonte



, ,

Jornais chineses dizem que guerra contra os Estados Unidos será inevitável!





GUERRA INEVITÁVEL! Jornais chineses dizem que guerra será inevitável, a menos que os EUA parem de se intrometer nas disputas territoriais chinesas.  

Nos últimos anos a CHINA tem se mantido afastada de conflitos, como a questão das intensas disputas entre OTAN e Rússia, que se intensificaram após os conflitos na Ucrânia. A situação pode ser considerada uma verdadeira guerra fria.  

Desde essa época houveram inúmeros casos de interceptação de aeronaves russas pela OTAN e vice-versa.

Mas, o comportamento da CHINA mudou após um relatório do Congresso americano ter citado a China como uma ameaça a paz internacional. Os EUA tem acusado a China (veja aqui) de invadir de forma agressiva territórios no Mar do Sul da China, que são reivindicados por aliados dos norte-americanos, como as Filipinas e o Japão.

Na semana passada a China foi citada por ameaçar um avião espião norte americano que sobrevoava obras em um arquipélago ocupado pelos chineses. Os EUA chegaram a dizer que a ocupação das ilhas poderia levar a um conflito.

A porta-voz do Ministério do Exterior chinês Hua Chunying disse na segunda-feira que a China havia apresentado uma denúncia reclamando do “comportamento provocativo” adotado Estados Unidos.

“Instamos os EUA a corrigir o seu erro, permanecer racional e parar com todas as palavras e atos irresponsáveis”, disse a porta voz. “A liberdade de navegação e sobrevoo de modo algum significa que navios de guerra de países estrangeiros e aeronaves militares possam ignorar os direitos legítimos de outros países, bem como a segurança da aviação e navegação.”

Um JORNAL CHINES publicou o seguinte essa semana: “Uma guerra entre os Estados Unidos e a China é “inevitável” a menos que Washington pare de exigir que Pequim detenha seus projetos de construção no Mar do Sul da China …  Nós não queremos um conflito militar com os Estados Unidos, mas se fosse para vir, temos que aceitá-la “, disse o Global Times, que está entre os jornais mais nacionalistas da China. 

 “A intensidade do conflito será maior do que o que as pessoas costumam pensar, não será um simples atrito'”, advertiu o articulista do periódico. O jornal pertence a um membro do alto escalão do Partido que comanda a China


Leia também: Controle total: Presidente Obama assina lei marcial nos EUA

FONTE



, ,

Sex Pistols foram financiados pela URSS para 'desestabilizar o mundo ocidental', ADMITE EX-AGENTE KGB





Alexandrei Varennikovic Voloshin, um agente da KGB aposentado, admitiu esta semana no National Russian Television (NTV), que a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) estava por trás da criação da cena do punk dos anos 1970 e financiado as principais bandas punk como os Sex Pistols, The Clash e os Ramones.

O governo URSS no época gastou "centenas de milhões de rublos" nesta operação secreta destinada a "criar o caos total" e "perverter a juventude ocidental para niilista, anti-establishment e  com ideologias anti-americanas", explicou em uma hora, de uma longa entrevista transmitida na televisão nacional.

Músicas de punk famosos da lendária banda punk Sex Pistols foram mesmo roteirizado por uma equipe de psicólogos e propagandistas de guerra da URSS. "Eu sou um anarquista", "Deus salve a Rainha do regime fascista", "No future" e outras letras niilistas e anti-establishment tinham a intenção de desencadear uma onda de cinismo para com as autoridades, promover o uso de drogas pesadas e seduzir a juventude com idéias revolucionárias.


O movimento  punk dos anos 1970 foi alegadamente financiado pela URSS, diz ex-agente da KGB, alexandrei Varennikovic Voloshin
O agente da KGB aposentado afirma que a manobra foi extremamente bem sucedida.

"Nós entendemos na hora que a música era um poderoso meio de propaganda para alcançar os jovens", explicou o homem de 77 anos de idade.

"Nossa missão era usar angústia adolescente para a nossa vantagem e virar a geração anarquista do Ocidente em uma decadente, pró-drogas e cultura anti-estabelecimento que iria criar revoltas e trazer democracias ocidentais no caos total. Até mesmo as músicas se  infiltrar nas rádios convencionais para promover a ideologia e chegar a milhões de pessoas todos os dias ", admitiu ele, visivelmente orgulhoso da realização.

"Para muitos de nós na KGB, infiltrando-se a cena punk dos anos 1970 foi uma das experiências mais bem-sucedidas da URSS de propaganda até hoje", reconheceu durante a entrevista.
Leia também: Ex agente do FBI afirma: "Os EUA estão por trás da criação do ISIS"