quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

,

Prepare-se! Profeta cega que previu o 11 de setembro faz revelação assustadora para 2016


Mulher cega que previu o 11 de Setembro, prevê algo assustador para 2016
Baba Vanga ,uma senhora da Bulgária perdeu a visão aos 12 anos numa tempestade. Acabou por ficar mundialmente famosa depois de fazer algumas previsões, nomeadamente o tsunami de 2004 e o atentado do 11 de Setembro.

Para estas previsões, o que Baba Vanga disse foi:”Uma enorme onda irá cobrir uma grande costa coberta com as pessoas e cidades e tudo vai desaparecer sob a água. Tudo vai derreter, assim como o gelo”e para o atentado foi “Horror, horror. Os irmãos americanos vão cair depois de ser atacado pelos pássaros de aço!”. Curiosamente ela também previu algo já para 2016.


Ela disse que para 2016, os muçulmanos vão invadir a Europa e que o continente vai deixar de ser como o conhecemos.

Outras previsões para o futuro são:

2023 – A órbita da Terra irá mudar.

2025 – A população da Europa vai ficar muito reduzida.


2028 – A humanidade vai viajar até Vénus, na esperança de encontrar novas fontes de energia.


2033 – Os níveis de água do mundo vão aumentar.


2076 – O comunismo vai voltar a liderar todo o mundo.


2100 – Um segundo sol ilumina o lado escuro do planeta.


2130 – Humanos vão viver debaixo de água com a ajuda dos alienígenas.


Via: http://www.forcaportugal.com.pt/



,

''Viagem mental no tempo seria um dom exclusivo dos seres humanos'' Afirmam físicos


Quando falamos sobre a viagem no tempo a concepção mais comum que conhecemos de obras é o filme ''Back to the Future''. No entanto, há uma versão mais convencional da viagem mental, onde somos capazes de voltar e reconstruir as memórias de experiências passadas na ordem correta em que ocorreram, para aumentá-las, deformando e até mesmo alterá-las. 




Um grupo de pesquisadores concluiu que, em seu último estudo que este dom de memória pertenceria apenas a raça humana. De acordo com um relatório, uma equipe de cientistas do Bochum Ruhr-University (RUB) na Alemanha e na Universidade de Queensland (UQ) na Austrália, teria encontrado uma ligação entre a memória episódica e a capacidade humana de criar cenários mentais sendo esta última a marca fundamental da nossa raça. Para chegar a esta conclusão, a equipe liderada pelos professores Sen Cheng e Markus Werning, desenvolveu um novo modelo teórico que mostra como os seres humanos seria a única espécie capaz de viajar através do tempo mentalmente, de dois fatores: as memórias a experiência passada e capacidade de compor cenários mentais consistem em eventos já vividos e / ou expectativa de uma possível experiência neles. 

De acordo com esta teoria, cada cenário mental é criado por ligar eventos no passado com outras informações e experiências, o que permite reconstruir uma abordagem que permitiria o indivíduo a reviver uma experiência ou foco detalhes (e até mesmo variações). No filme "The Butterfly Effect" ("The Butterfly Effect" na sua versão original) um estudante de psicologia descobre que a leitura de jornais que ele escreveu como um adolescente sobre a recomendação de seu psiquiatra, pode voltar ao passado e mudar as coisas. 

Para conferir uma análise comparativa da atividade metabólica cerebral de vários assuntos de estudo foi utilizado a imaginação do mesmo evento em diferentes momentos do tempo, criando cenários mentais, observando que ao pensar sobre o passado e o futuro ativam diferentes áreas do córtex parietal esquerdo, cerebelo, tálamo e córtex frontal esquerdo, em comparação com quando se pensa sobre o presente. Outras espécies têm a mesma capacidade de memória episódica, mas o ser humano seria o único capaz de reconstruir, comparar, adaptar e modificar vários cenários mentais passados e futuros, de modo que este elemento é celebrado como restrito aos seres humanos. O estudo também descobriu que quando se pensa em um passado imaginado, uma atividade futura real é projetada no cérebro. As mudanças não são tão contrastantes. Então, tudo é quase como aquele filme Efeito Borboleta, mas sem alterar os eventos.


,

'Deus fez Eva através do osso do pênis de Adão e não da costela' Afirma acadêmico religioso


Segundo o teólogo renomado, a palavra hebraica "tsela", que está na bíblia dos cristãos, não teve a tradução correta
Uma teoria, publicada na conceituada revista especializada Biblical Archaeology Review, tem deixado os estudiosos da Bíblia e os fiéis chocados e causou uma certa controvérsia. Segundo o professor da Universidade Judaico-Americana de Maryland (EUA), Ziony Zevit, diferentemente do que diz o Velho Testamento, Eva foi feita a partir de um "osso do pênis" de Adão e não da costela.

Segundo o estudioso, a palavra hebraica "tsela", que está no livro sagrado do cristianismo, não teve a tradução correta. Zevit diz que o termo está relacionado à anatomia do corpo humano visto em pé, sendo que, no caso dos homens, seria o pênis.

A teoria, que foi publicada na edição de setembro/outubro deste ano, diz ainda que esse é o motivo dos homens não terem o báculo, o "osso do pênis" que está presente na maioria dos mamíferos. 

Nunca mais jogue o caroço do abacate fora! Pesquisadores afirmam que ele previne o Câncer, Diabetes e hipertensão


O abacate é uma fruta rica em benefícios para a nossa saúde.
Boa parte das pessoas certamente sabe disso.





O que muito pouca gente sabe é que o caroço (ou a semente) de abacate é um tesouro medicinal.

E somente o desconhecimento justifica o fato de que se coma o abacate e não se aproveite o caroço.

Então você deve estar perguntando: “Mas como eu vou usar o caroço?”
Existem várias maneiras e uma delas vamos ensinar adiante.
Mas antes vamos mostrar um pouco dos poderes do caroço de abacate.
O caroço de abacate é um potente antifúngico e antibiótico natural.
Ele combate fungos, como a cândida, além de nos proteger dos efeitos da picada do mosquito que transmite a febre amarela.

As propriedades anti-inflamatórias do caroço de abacate ajudam os que sofrem com doenças que atingem as articulações, como artrite e tendinite.
Ele também aumenta as defesas do corpo, ou seja, fortalece o sistema imunológico.
E alivia diarreias e inflamações no aparelho digestivo, prevenindo a formação de úlceras gástricas.

Por possuir atividade termogênica, o caroço de abacate ajuda a eliminar gordura localizada.
Os índios confiam muito no poder curativo do caroço e o utilizam para tratar desde diarreias, dores musculares, furúnculos, transtornos nos rins e fígado até males mais sérios, como catarata, epilepsia e problemas na tireoide.

A semente do abacate possui também propriedades anticâncer.
Em um estudo publicado na revista  Pharmaceutical Biology, os pesquisadores da Universidade de Antioquia, em Medellín, Colômbia, mostraram que o extrato do caroço de abacate  levou células de leucemia a se autodestruir.

Em outro estudo, publicado na revista científica Cancer Research, os pesquisadores descobriram que um composto encontrado no extrato de semente de abacate chamado de vocation B foi eficaz contra células de leucemia mieloide aguda.​

Acabou?
Não!

Segundo estudo publicado na revista Plant Foods for Human Nutrition, a farinha do caroço de abacate revelou-se capaz de reduzir o mau colesterol e o colesterol total em ratos.
Os pesquisadores acreditam que a semente de abacate pode oferecer proteção contra a formação de placa arterial.

E isso se deve à fibra dietética encontrada no caroço do abacate, que também pode ajudar a combater a hipertensão e o diabetes.
Mas finalmente como usar o caroço de abacate?
Como dissemos, há várias formas.
Duas delas são o extrato e a farinha do caroço de abacate.
Anote as receitas:

EXTRATO


INGREDIENTES


4 colheres (sopa) do caroço de abacate ralado
Meio litro de vinho branco

MODO DE PREPARO

Coloque quatro colheres (sopa) de caroço de abacate dentro de meio litro de vinho branco.
Deixe descansar por sete dias.
Tome dois cálices diariamente, à tarde e à noite.
Mas não exceda a dose, pois pode provocar irritação gástrica.

FARINHA

INGREDIENTES


1 caroço de abacate

MODO DE PREPARO

Rale o caroço e coloque-o no sol, coberto por um tecido como voal, para secar.
Depois, bata no liquidificador e passe numa peneira bem fina.
Conserve num pote bem fechado, na geladeira, e tome 1 colher (sopa) nas refeições.
COMPARTILHE….

Fonte: http://www.tabloide.info/

Foi diagnosticado com Câncer? Especialistas te indicam 4 dicas poderosissimas contra o cancer


Já sabemos a forma como a medicina convencional encara o câncer.
Ela faz do nosso corpo um verdadeiro campo minado e com a ajuda de substâncias químicas “bombardeia” não só as células cancerosas como as sadias e todo o organismo.
Ou seja, o combate o câncer pela medicina dos lucros age contra todo o corpo.

A medicina alternativa está um passo à frente quando o assunto é o tratamento de câncer – mas esta proposta não entra na casa de todos os pacientes.
Por isso,  o melhor mesmo é tomar atitudes de prevenção contra o câncer.
Mesmo que você já sofra com este mal, esta matéria também é útil.
Nós reunimos algumas estratégias que podem evitar ou reduzir o desenvolvimento do tumor.

Veja:

1. Açúcar

Alimentos doces são os preferidos de muita gente, mas o açúcar alimenta as células cancerosas.
Além disso, o que não é segredo para ninguém, o açúcar também leva ao diabetes.
Então, a primeira coisa que devemos fazer é controlar o nível de glicose no sangue.
Fazemos isso com uma dieta rica em fibras, feita a partir de alimentos frescos.
Fuja de alimentos processados e carregados de açúcar.

2. Alimentos que causam alergias

Muita gente não percebe que o corpo tem alergia ou intolerância a alguns alimentos, como o glúten ou a lactose.
O resultado disso são o o enfraquecimento da imunidade, a obesidade e até o câncer.


Observe se seu corpo reage negativamente a esses alimentos
Se for o caso, elimine-os de sua dieta.
Uma boa dica é o consumo de peixe, linhaça e alimentos compostos por ômega 3 e propriedades anti-inflamatórias naturais.

3. Busque cuidar do seu intestino

Se você não sabe, o câncer geralmente nasce no sistema digestivo, principalmente no intestino.
Por isso, consumir probióticos, prebióticos e muitos fitonutrientes –  como açafrão, babosa, gengibre  e resveratrol (das uvas) – é uma ótima forma de reduzir o risco de inflamação no aparelho digestivo.

4. Evite substâncias tóxicas

Esta é uma das atitudes mais importantes na luta contra o câncer.
Pesticidas, ftalatos, bisfenol A, mercúrio, chumbo e arsênico estão mais presentes em nosso cotidiano do que você imagina.
Para você ter noção, podemos encontrar chumbo em muitos esmaltes de marcas famosas.
Esses produtos químicos lesionam o sistema nervoso, aumentando o risco de câncer e contribuindo para a obesidade.
Ah, e não deixe que o estresse tome conta de sua mente.
Procure relaxar e ter bons pensamentos durante o dia.​

Fonte: http://www.tabloide.info/

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

,

''Nasa está ocultando a descoberta de um antigo portal estelar em marte'' Dizem ufólogos


Parece que Marte continua a surpreender…

Caçadores de OVNIs e vários sites relacionados com a Ufologia acreditam ter-se deparado com uma descoberta incrível na superfície de Marte, ou melhor, sob a superfície de Marte, ao ter sido identificada uma estrutura que parece estar meio enterrada no solo marciano.




A estrutura em si não pode ser o resultado de forças geológicas naturais em Marte, dizem uma série de Ufólogos em todo o globo. Enquanto muitos continuam cépticos sobre todas as imagens de Marte que sugerem que nunca houve vida no planeta vermelho e que não existem certezas de haver vida no planeta actualmente, milhares de pessoas em todo o mundo acreditam firmemente que existe algo mais em Marte do que o que nos foi dito nos últimos anos.

De acordo com os usuários da Internet que escreveram a sua opinião sobre a imagem misteriosa, a julgar pelas linhas rectas que compõem a estrutura misteriosa e do padrão circular visto à esquerda, o objecto em Marte parece ser uma estrutura artificial em vez de uma formação natural, como muitos cépticos sugerem, rejeitando mais uma imagem misteriosa de Marte.

Pode aceder à imagem original clicando aqui

Outras pessoas sugerem que este é, de facto, algum tipo de ligação entre a misteriosa imagem em Marte e lugares como o portão dos Deuses em Hayu Marka, que segundo muitos é um dos monumentos mais impressionantes da região.

Outros acreditam que as numerosas estruturas vistas em muitas imagens da NASA de Marte são a prova definitiva de uma gigante ocultação de proporções gigantescas em Marte, sugerindo que as numerosas denúncias que se vieram conhecer, no passado, sugerindo que existem bases secretas em Marte e de que Marte é de facto habitado são de facto verdadeiras.

Estas descobertas andam de mãos dadas com as declarações de cientistas como o Dr. Brandenburg que acredita que uma antiga civilização marciana tornou-se extinta num passado distante. Dr. John Brandenburg tem um Ph.D. em Física Teórica Plasma da Universidade da Califórnia e ele está actualmente a trabalhar como um físico de plasma na ‘Orbital Technologies’ em Madison Wisconsin.

Segundo o Dr. John Brandenburg, existem evidências suficientes para provar que pelo menos duas grandes explosões nucleares ocorreram na superfície do planeta vermelho num passado distante. A teoria proposta pelo Dr. Brandenburg baseia-se nos traços de urânio e tório que foram registados na superfície de Marte.

Esta civilização marciana foi dizimada por uma outra raça alienígena hostil de outras partes do universo. Dr. Brandenburg adverte que a nossa civilização poderia enfrentar a mesma fé. De acordo com Dr. Brandenburg, marcianos antigos conhecidos como Cydonians e utopistas foram massacrados no ataque nuclear gigante – e as provas do genocídio ainda podem ser vistas actualmente.

Você acha que os portais estelares existem em diferentes planetas através do universo?

Declarações do Dr. Brandenburg e outros investigadores têm alimentado a possibilidade de que as numerosas imagens enviadas pela NASA Rovers e satélites a orbitar o planeta vermelho são na realidade os restos de cidades antigas de Marte, monumentos e outras estruturas.

Facto ou ficção? O que são as numerosas imagens anómalas de Marte? Elas são de facto os restos de antigas estruturas no Planeta Vermelho? A evidência de uma civilização perdida há muito tempo que habitou o planeta vermelho quando Marte era parecido com a Terra? Com uma atmosfera quase idêntica à da Terra, oceanos, lagos, rios, etc?

Uma coisa é certa, Marte irá permanecer como o tópico número de debate entre os cientistas, investigadores e ufólogos, e talvez um dia, saberemos com certeza quais os mistérios que o planeta vermelho esconde. Fonte: Prisão planetária



Veja também: Cientistas estão com medo: ''Mensagens para o espaço podem resultar em uma invasão alienígena''

Estudo alarmante aponta: ''Crianças vacinadas tem até 500% de chances de desenvolver alguma doença do que as não vacinadas''


As suspeitas foram confirmadas para aqueles que desconfiavam sobre vacinar os seus filhos.




Um estudo recente corrobora outras pesquisas de estudo independentes comparando crianças não vacinadas e as crianças vacinadas.

Todos eles mostram que as crianças vacinadas têm  2-5 vezes mais doenças infantis e alergias do que as crianças não vacinadas.

Originalmente, o recente estudo que está ainda a decorrer comparou crianças não vacinadas contra uma pesquisa nacional de saúde alemã conduzida pela KiGGS, envolvendo mais de 17 mil crianças de até 19 anos de idade.

Este estudo actualmente em curso foi iniciado pelo clássico homoeopathist Andreas Bachmair.

No entanto, a conexão americana para o estudo de Bachmair pode ser encontrado aqui, sendo que este site adicionou um link para os pais de crianças vacinadas poderem participar no estudo.

Até agora, esta pesquisa em andamento tem bem mais de 11.000 pessoas,  principalmente dos EUA. Outros estudos examinaram pequenos grupos de famílias.

No entanto, os resultados foram semelhantes. Claro, nenhum desses estudos mereceu a atenção da maintream media. Nenhum foi financiados pelos Centros de Controle e Prevenção de Doenças  (CDC) ou a Organização Mundial de Saúde  (OMS) ou qualquer agência de saúde nacional ou internacional ou grupo de profissão médica.

Eles não se atrevem a comparar objectivamente a saúde de crianças não vacinadas com crianças vacinadas e perturbar a sua mania de vacinação. O foco de todos os estudos foi principalmente sobre doenças infantis que ocorrem quando as crianças atingem uma idade mais madura.

Lesões dramáticas, debilitantes ou letais não foram o foco já que tão poucos,  cinco por cento ou menos, na verdade, são reportados ao VAERS (Vaccine Adverse Reporting System Injury) nos EUA por vários motivos, incluindo:

* É um sistema complexo, que obriga a que o praticante de medicina abdique do seu tempo de consultório.
* A maioria dos pais não sabem nada sobre ele.
* Somente reacções adversas que ocorrem imediatamente após a vacinação são considerados.
* Visto que a VAERS é voluntária, a maioria dos médicos não se querem incriminar com lesões de vacinação e mantêm a sua negação sobre os perigos da vacinação.

Consequentemente, até mesmo as mais terríveis reacções adversas são minimamente reconhecidas, enquanto que as questões negativas para a saúde a longo prazo resultantes de vacinas não são sequer consideradas relevantes.

Diferentes pesquisas resumidas

As doenças da infância geralmente colocadas aos entrevistados pelas pesquisas independentes envolvia asma, amigdalite, bronquite crónica  sinusite, alergias, eczema, infecções de ouvido, diabetes, distúrbios do sono, enurese noturna, dislexia, enxaqueca, hiperactividade  ADD, epilepsia, depressão, e o lento desenvolvimento da fala ou habilidades motoras.

Em 1992, um grupo da Nova Zelândia chamado de  Sociedade consciência de Imunização  (IAS) pesquisou 245 famílias, com um total de 495 crianças. As crianças foram divididas com 226 vacinados e 269 não vacinados. Oitenta e uma famílias tinham crianças vacinados e não vacinadas.

As diferenças foram dramáticas, com crianças não vacinadas que mostram muito menos incidência de doenças comuns da infância do que crianças vacinadas.

Através de uma pesquisa diferente na Ilha do Sul da Nova Zelândia na cidade de Christchurch, entre as crianças nascidas durante ou depois de 1977, crianças não vacinadas não apresentaram eventos de asma, onde quase 25% das crianças vacinadas foram tratadas por asma aos 10 anos de idade.

Muitos dos comentários de pais que são contra a vacinação sobre a pesquisa Bachmair, mencionam os perigos que a vacinação trás no desenvolvimento sobre a verdadeira imunidade natural.

A imunologista PhD que escreveu o livro  Ilusão da vacina , Dr. Tetyana Obukhanych, foi contra o dogma da sua formação médica. Afirma que a verdadeira imunidade a qualquer doença não é ganha através das vacinas mas sim a exposição a doenças, naturais ou não.

Talvez o mais informal levantamento das bases acontecendo agora é por Tim O’Shea, DC, autor de Vacinação não é Imunização . Ele simplesmente tem pais que são contra a vacinação que lhe enviam e-mails com comparações de saúde dos seus filhos em relação a amigos e familiares que têm crianças vacinadas. Isto e muito mais está disponível no seu site. Fonte: Prisão Planetaria. 

Consulte o Estudo Aqui

Veja também: A verdade sobre a origem do vírus da AIDS... Adivinha de quem é a culpa?

,

Pesquisadores afirmam que esta é a maior base Grey/Reptiliana na America


A base Dulce é supostamente uma instalação alienígena  secreta e subterrânea sob Archuleta  Mesa, na fronteira do Colorado, Novo México, perto da cidade de  Dulce, Novo México  nos  Estados Unidos. Alegações de actividade alienígena surgiram primeiro do empresário de  Albuquerque, Paul Bennewitz.




A partir de 1979, Bennewitz estava convencido de que estava a interceptar comunicações electrónicas de uma nave alienígena e de instalações fora de Albuquerque. Na década de 1980 ele acreditava que tinha descoberto uma base subterrânea perto de Dulce.

A história espalhou-se rapidamente dentro da comunidade ufológica e em 1990, o ufólogo  John Lear alegou que tinha confirmações independentes da existência da base. O cientista político  Michael Barkun  escreve que  as instalações de mísseis subterrâneos da Guerra Fria  na área deu plausibilidade superficial aos rumores, tornando a história da base Dulce uma “lenda atraente” dentro da Ufologia.

De acordo com Barkun, relatos sobre experiências com abduzidos e tiroteios entre alienígenas e a  força Delta  colocou a lenda da base Dulce “num patamar bastante acima das restantes teorias de bases secretas subterrâneas.”

A Base Dulce foi destaque num episódio do Canal História no programa  Caçadores de OVNIs. Investigadores do programa viajaram para Dulce para realizar entrevistas e visitar o Archuleta Mesa onde a base está supostamente escondida.

Philip Schneider era um ex-engenheiro estrutural do governo que estava envolvido na construção de bases militares subterrâneas profundas para o governo dos Estados Unidos. Ele foi um das apenas três pessoas que sobreviveram a um incidente que ocorreu em 1979 entre aliens cinzentos e as forças militares norte-americanas na base subterrânea Dulce.

Durante os últimos dois anos da sua vida, Schneider deu palestras sobre as cover-ups do governo americano, orçamentos negros, e OVNIs. Schneider nunca foi capaz ou disposto a provar as suas alegações (por exemplo, mostrando a entrada de Dulce Base). As suas reivindicações receberam pouca atenção da mainstream media, mas causou um burburinho em círculos entusiastas de OVNIs.
Schneider foi encontrado morto no seu apartamento a 17 de Janeiro de 1996.

Alguns sugerem que Schneider foi assassinado depois de vários atentados contra a sua vida e a sua família por expor a verdade sobre o orçamento negro do governo dos EUA e falar abertamente sobre o que está realmente a acontecer no subsolo com a agenda Alienígena.

Dulce: A base secreta subterrânea em MT. Archuleta, Dulce, Novo México:

Este filme foi supostamente contrabandeado para fora da base subterrânea alienígena Dulce, onde humanos e alienígenas trabalham juntos em horriveis experiências bio genéticas. Estas novas imagens deixam muitas perguntas sem resposta, você pode ver um grande salão de tanques de alimentação crio-genéticos. Cada um deles conta uma história desconcertante e perturbadora sobre a interação humana / alienígena altamente secreta.

Programas de criação de híbrido-humanos alienígenas. Esta é a maior base Grey/Reptiliana na America, e é aqui que realizam experiências atómicas, clonagem, estudos sobre a aura humana, aplicações avançadas de controle da mente, cruzamentos animal / humano, implantação de chips visual e audio em humanos, rapto e alimentação de seres humanos.



,

Cientistas enviam partículas físicas da Luz para o passado e mostram que a viagem no tempo é Possível!


Cientistas da Universidade de Queensland, na Austrália, usaram partículas individuais de luz (fótons) para simular partículas quânticas que viajam através do tempo. Eles mostraram que um fóton pode passar por um buraco de minhoca e, em seguida, interagir com seu eu mais velho.




Seus resultados foram publicados na revista Nature Communications, e foi intitulado de "Experimento de Simulação de curvas fechadas tipo tempo".

A fonte deste enigma da viagem no tempo vem do que são chamados "tempo-como curvas fechadas" (CTC).

CTC é usado para simular campos de gravidade extremamente poderosos, como os produzidos por um buraco negro em rotação, e poderia, em teoria (com base na teoria da relatividade geral de Einstein), dobrar o tecido da existência de modo que o espaço curve do tempo em si.

Outros discordam dessa avaliação, no entanto; em 1991, o físico David Deutsch mostrou que esses paradoxos (criado por CTC) poderiam ser evitados na escala quântica devido ao comportamento estranho destas partículas fundamentais que compõem o que chamamos matéria.

É bem conhecido que no nível quântico, estas partículas não seguem as regras que governam a mecânica clássica, mas se comportam de maneiras estranhas e inesperadas que realmente não deveria sequer ser possível.

 Bem-vindo ao mundo da física quântica, onde o pioneiro físico Niels Bohr disse uma vez:

"Se a mecânica quântica deixou você chocado é porque você não a entendeu ainda."

"Nós escolhemos a examinar um fenômeno que é impossível, absolutamente impossível, para explicar de alguma forma clássica, e que tem em si o coração da mecânica quântica."

Richard Feynman, vencedor do prêmio Nobel do século XX

No mundo quântico, nós não entendemos os paradoxos que são resultados comuns, mas isso não deve dissuadir as pessoas de levar a sério esta ciência. 

Einstein, se ele estivesse vivo hoje, com certeza gostaria de ter um pouco de diversão, tendo em conta todos os desenvolvimentos recentes.

O experimento

Tim Ralph (citado acima) e seu aluno de doutorado Martin Ringbauer usaram um modelo simulado de Deutsch CTC, de acordo com a Scientific American,

E os testes e confirmaram muitos aspectos de duas décadas de teoria".

Embora seja apenas uma simulação matemática, pesquisadores (e seus colegas de equipe /) enfatizam que seu modelo é matematicamente equivalente a um único fóton viajando através de um CTC.

"Um dos mistérios supremos da natureza ... é a capacidade, de acordo com as leis da mecânica quântica que governam assuntos subatômicos, uma partícula como um elétron existe em um estado constrangedor de possibilidade - para estar em qualquer lugar, em todos os lugares, ou em lugar nenhum -. até que seja chamado substancialidade por um detector de laboratório ou um globo ocular " 

Isto significa que uma partícula pode existir em vários estados de uma só vez. Isto é melhor demonstrado pelo experimento de fenda dupla quântica.

Experiências recentes têm confirmado o entrelaçamento quântico, mostrando que não há realmente apenas um edifício que dá a ilusão de separação.

Uma coisa que sugere uma elevada probabilidade de curso do tempo, juntamente com a experiência mencionada neste artigo, é o facto de que existem experiências que mostram que as partículas podem, na verdade, ser entrelaçada no tempo.

Isto é ilustrado pelo que é chamado de "experimento da escolha retardada".

Por exemplo, os físicos da Universidade Nacional da Austrália (ANU) ter realizado com sucesso a experiência.

Seus resultados foram publicados recentemente na revista Nature Physics, como o "experimento mental Wheeler."

Em 2007 (Science 315, 966, 2007), os cientistas na França jogaram fótons em uma unidade e mostraram que suas ações poderiam retroativamente alterar algo que já tinha acontecido.

Este experimento em particular ilustra como o que acontece no presente pode mudar o que aconteceu no passado. Ele também mostra como o tempo pode voltar, como causa e efeito pode ser revertido.

Apesar de não ter acesso a um CTC ainda há boas razões para acreditar que este tipo de viagem no tempo são possíveis ao nível da mecânica quântica, e é por isso que eu escolhi para falar sobre essas outras experiências para mostrar que o "tempo" realmente não existe como nós pensamos.



, , ,

Novo estudo científico sugere que civilizações alienígenas avançadas existiam antes do Big Bang


Recentemente o professor Roger Penrose, da Universidade de Oxford (Reino Unido) e Vaha Gurzadian do Centro de Cosmologia e Astrofísica, Alikhanian do National Laboratory e da Universidade Estadual Yerevan, Yerevan, Armênia publicaram um mapa cósmico que identificava os lugares em nosso universo onde Super-Civilizações poderiam ter existido antes do Big Bang. 




No estudo científico, os pesquisadores examinaram as anomalias do mapa do fundo cósmico de microondas, que eles interpretam como prova da existência de sociedades tecnologicamente avançadas antes do surgimento do nosso universo.

Em sua teoria revolucionária, os pesquisadores criaram um mapa e marcaram a existência de possíveis super civilizações com pontos vermelhos no mapa. Eles sugerem que, dado os dados atuais, é possível que eles possam ter identificado o habitat há muito perdido de super-civilizações que habitaram o universo antes do Big Bang.

Os dois pesquisadores levantam questões interessantes sobre o Paradoxo de Fermi e inúmeras expectativas daí decorrentes. Se a nossa civilização não foi a primeiro a ter entrado em vigor em nossa vizinhança cósmica, é possível que muitas outras super-civilizações avançadas antecedam a nossa, precedendo a vida em nosso planeta e desenvolvimento tecnológico por milhares de séculos.

Os pesquisadores escreveram em seu estudo publicado em arxiv.org: "O chamado" paradoxo de Fermi "[1] refere-se a um quebra-cabeça que surge a partir de uma expectativa de que é improvável que nós tenhamos sido a primeira civilização que surgiu em toda a nossa galaxia, e se não fomos os primeiros, devido à aleatoriedade envolvida no calendário de fatores que levam ao desenvolvimento de uma civilização, a probabilidade teria sido que a nossa civilização teria sido precedida por outras que têm uma vantagem de milhares de nossos séculos de Desenvolvimento tecnológico. A expectativa, então, seria que essas civilizações avançadas teriam tido ampla oportunidade de ter nos visitado em algum período do tempo ou, pelo menos, enviado sinais decifráveis ​​para nós até agora. "

De acordo com a teoria da cosmologia cíclica proposta por Roger Penrose, a história do universo é muito mais antiga do que o que a ciência tradicional acreditava há anos e consiste de uma 'cadeia' de era.

Primeiro, um buraco negro gigante engole o universo para armazenar energia, após o qual temos o Big Bang que forma a fronteira entre a antiga e a nova era. Os dois físicos propõem que civilizações alienígenas perdidas seriam capaz de transmitir informações através da colisão de buracos negros.

De acordo com especialistas, a descoberta das ondas de radiação gravitacional certifica a existência de buracos negros supermassivos no passado distante, que consumiram o universo e depois o nascimento de um novo sistema de galáxias. De acordo com a teoria proposta por Penrose e Gurzadyan um big bang significa a transformação de toda a massa do universo em energia, a qual foi acompanhada por uma mudança no mundo. Isto sugere um desenvolvimento cíclico do universo, onde os dois cientistas propõem uma era (eon) é separado do outro Big Bang.

Veja também: Hacker Gary McKinnon diz que a Nasa edita imagens para ocultar presença de OVNIS no espaço


Especialistas alertam: ''Cerveja fabricada no Brasil é composta por milho e água''


O Brasil, que hoje é o terceiro maior produtor da bebida no mundo, tem na cerveja a bebida preferida dos mais de 200 milhões de habitantes. Mas, curiosamente, a bebida que é servida por aqui, na grande maioria dos casos, não é cerveja. Com informações do Blasting news.




A "Reinheitsgebot", Lei da Pureza da Cerveja, foi promulgada em 23 de abril de 1516 pelo Duque Guilherme IV da Baviera e tinha como objetivo regular a fabricação da bebida em território alemão. O texto era simples, dizia que a cerveja só poderia ser feita com três ingredientes: água, malte de cevada e lúpulo. Até hoje: mais de quinhentos anos depois, a maioria dos cervejeiros alemães ainda segue a receita à risca.

O mesmo não acontece por cá. Grandes marcas nacionais como a Kaiser, Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia e Itaipava se aproveitam de uma "brecha" na legislação brasileira para não usarem cevada em suas bebidas. Aqui é permitido que até 45% do malte de cevada seja substituído por outras fontes de carboidratos mais barata. O que entra na garrafa então é milho transgênico, produto que existe em abundância no país e que reduz drasticamente o custo das cervejarias. Nosso país está entre os maiores produtores de transgênicos do mundo; aproximadamente 90% do milho brasileiro é não orgânico.

Para saber do que é feita sua cerveja preferida, basta ler o rótulo da embalagem. Normalmente, a descrição diria: água, malte de cevada e lúpulo, ou água, cevada e lúpulo. No entanto, nas marcas nacionais citadas acima, a composição descrita retira o malte de cevada e inclui a expressão 'cereais não maltados'. A 'nova fórmula' da bebida no Brasil começou a ser posta em prática a partir de 2007, quando o Ministério da Ciência e Tecnologia liberou a comercialização de milho transgênico em território nacional. Esta mudança impede que o consumidor saiba do que realmente é feita a bebida, pois em todos os casos não é especificado que tipo de cereal é utilizado na fabricação da cerveja.

Em 2013, uma pesquisa de cientistas brasileiros da Unicamp, USP e Universidade Federal do Rio Grande do Sul, foi publicada no "Journal of Food Composition and Analysis" (jornal científico internacional com estudos sobre a composição dos alimentos) demonstrando o alto grau de adulteração da cerveja brasileira. O consumidor deve, portanto, pensar bem antes de comprar a cervejinha para o churrasco. O risco de levar gato por lebre é grande. [BrBlastingnews

,

''Milhares de desaparecimentos anuais em todo o mundo tem ligação com o fenômeno UFO'' Dizem pesquisadores


Milhares de seres humanos desaparecem todos os dias. Infelizmente, a explicação é geralmente crimes, sequestros, raptos ou assassinatos. Em alguns casos, uma pessoa pode fugir para escapar de algo, ou para começar uma nova vida. Ainda assim, há uma pequena porcentagem de casos que parecem desafiar a lógica completamente.
Tenente Felix Moncla desaparecido em pleno voo






Em 1953, o tenente Felix Moncla estava na Base Aérea de Kinross em Michigan. Um objeto voador não identificado apareceu no radar e Moncla pegou um F-89 Scorpion, avião interceptador para investigar. Operadores de radar terrestres informaram que o avião de Moncla estava a 500 mph quando ficou sobre o objeto durante a travessia do Lago Norte, indo de oeste para leste a 7.000 pés de altura.

Neste momento, os operadores alegaram que no radar, a aeronave de Moncla se fundiu com o UFO, e ambos desapareceram. A busca e salvamento não deu em nada e nem detritos ou destroços do avião jamais foram encontrados. As autoridades da aviação canadense negam que havia aviões no céu no momento da misteriosa “fusão”. Moncla e seu avião nunca mais foram vistos.

Piloto Frederick Valentich desaparecido perseguindo um UFO
O caso de Valentich é notório devido a uma gravação assustadora que o acompanha. Em 1978, o piloto de aeronaves Frederick Valentich relatou ter visto um UFO em seu caminho para King Island, na Austrália. Ele afirmou que o avião não identificado estava voando cerca de 1.000 pés acima dele. Frederick disse: “Essa aeronave estranha está pairando em cima de mim novamente. Ele está pairando e não é uma aeronave.” Abaixo a gravação legendada dos minutos finais de Valentich:


Logo depois, o avião começou a apresentar problemas e desapareceu do radar, para nunca mais ser visto. Apesar da “evidência” tentaram desbancar o caso com a mera afirmação de que Frederick Valentich acreditava em UFOs, mas os últimos 17 segundos da gravação do voo, contêm ruídos metálicos que os analistas foram incapazes capaz de explicar.

Quer mais? Bem, acontece que o Departamento de “Aircraft Accident Investigation Summary Report” de Transportes contém uma transcrição da comunicação de rádio entre Valentich e a Unidade de Serviço de Voo de Melbourne.
Este caso fica ainda mais estranho. De acordo com um porta-voz da Força Aérea Real Australiana, cerca de 10 relatos de avistamentos de OVNIs foram documentadas durante a mesma semana do desaparecimento, e alguns anos mais tarde, um homem afirmou ter descoberto um artefato que continha uma mensagem de Fredrich Valentich.

Vila Inuit perdida,  1930 – Roswell do Norte

Em uma noite gelada de novembro de 1930, o caçador de peles canadense, Joe Labelle estava procurando um refugio do frio e um lugar para passar a noite, e sabendo da vila de pescadores foi ao local, mas quando ele gritou uma saudação o único som que voltou para ele foi seu próprio eco, e foi nesse momento que ele deparou com algo que seria conhecido como o “Roswell do Norte.” Labelle descobriria que todas as pessoas da vila, os Inuits (nativos esquimós) que ficava ao lado do lago Anjikuni tinham desaparecido sem deixar vestígios.

Labelle ao entrar na aldeia constatou o seguinte: um guisado queimado que tinha sido recentemente abandonado; cabanas que continham grandes quantidades de roupas e alimentos (indicando que os moradores não tinham abandonado suas casas), um cemitério em que várias sepulturas tinham sido desenterradas e esvaziadas; e uma matilha de cães de trenó, que havia morrido de fome e soterrados a 12 centímetros de neve.

Labelle foi ao escritório de telégrafo mais próximo e enviou uma mensagem para a Polícia Montada do Canadá, que iniciou o que se tornaria, quase um século de perguntas sem resposta sobre o que aconteceu com todos os 2.000 Inuits que moravam na vila. Desde então eles convenientemente definiram o caso inteiro como uma lenda urbana

Provavelmente a parte mais assustadora da história é que na noite do desaparecimento, houve relatos sobre uma luz azul que viajava ao longo do horizonte. Trapper Armand Laurent e seus dois filhos relataram sobre um objeto não identificado que mudou a sua forma de um cilindro para uma  bala e parecia ir na direção da vila Anjikuni.

A história tem sido contestada por muitos céticos, que acreditam que Labelle tenha exagerado na sua história, ou simplesmente a inventou. Outros céticos dizem que a história foi inventada por Frank Edwards (escritor americano) em seu livro de 1959, “Stranger than Science“. FONTE: http://www.wace.com.br/

Veja também: Cientistas estão com medo: ''Mensagens para o espaço podem resultar em uma invasão alienígena''

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

, ,

Garota afirma lembrar de 10 vidas passadas e deixa céticos sem respostas ao provar sua reencarnação


Com apenas 3 anos de idade, Joey Verwey já contava suas histórias para sua família, algo que pareciam ser bem fora do comum para uma garota com sua idade. Ela tinha lembranças passadas tão estranhas que eram tão detalhadas e inusitadas...




Quando ela completou 5 anos, ela foi a uma reunião com professores de parapsicologia e outros especialistas por indicação dos pais.  

Os pais estavam tão impressionados com o caso que com o tempo a notícia tinha se espalhado na região, nesse ponto, era normal que jornalistas investigativos estivessem frequentemente em sua casa. Cada um dos especialistas concluíram que a criança deve ter experimentado a reencarnação.

Em sua primeira vida, ela alegou ser um homem das cavernas há mais de 200 milhões de anos atrás! Outras memórias loucas incluem ela sendo perseguida por um dinossauro e até mesmo deixando para trás as ferramentas em uma caverna. Todas as memórias parecem tão vivas. Ela foi capaz de levar os investigadores a cavernas na África do Sul que ela nunca havia visitado anteriormente. Estas eram as mesmas cavernas onde o paleontólogo Robert Broom disse ter descoberto o elo perdido entre macacos e humanos. 

Joey também descreveu com facilidade e convicção sua vida como escravo egípcio, explicando sobre as técnicas de pavimentação de estradas feitas na época. Além disso, afirmou ter sido um cristão perseguido pelo imperador romano Nero durante o século I e que conheceu São Pedro.

Causando ainda mais espanto, a pequena se encontrou com uma mulher idosa e disse que ela foi sua filha em uma vida anterior. Elas conversaram por um longo período e a senhora disse que lembrou muito da própria mãe.

Assista ao vídeo abaixo para saber mais sobre as vidas passadas de Joey:



Leia também: 3° Maior cientista do mundo afirma: 'Após a morte, a consciência pode ir para outro universo'

, ,

Análise de DNA dos crânios alongados de Paracas comprovam: ''Eles não são humanos''


Na costa sul do Peru encontra-se a península do deserto de Paracas. Esta paisagem estéril é onde o arqueólogo peruano Julio Tello fez uma descoberta surpreendente em 1928. Seus esforços se deram na descoberta um enorme cemitério e complexo enterrados sob a areia e rochas.




Nestes túmulos, Tello encontrou algo muito curioso: vários corpos estranhos. Os corpos tinham os maiores crânios alongados já encontrados no mundo e foram chamados de ''crânios de Paracas''. Tello encontrou um total de mais de 300 crânios que foram datados de cerca de 3.000 anos de idade. Uma análise de DNA realizadas recentemente em alguns desses crânios apresentaram resultados surpreendentes que poderiam desafiar a perspectiva atual da árvore evolutiva humana.

Várias outras culturas praticaram alongamento ou deformação do crânio, mas as técnicas que eles usaram produziam resultados diferentes dos que foram encontrados em Paracas. 

Os cranios de Paracas são diferentes de todos os crânios alongados já descobertos porque seus crânios são 25% maiores e 60% mais pesados do que os crânios humanos alongados normais, os pesquisadores acreditam que eles não poderiam ter sido modificado através do alongamento tradicional que era praticado por antigas tribos. Eles também são estruturalmente diferentes e têm apenas uma placa parietal em oposição aos normalmente encontrado em crânios humanos. Essas diferenças aprofundaram o mistério em torno dos crânios Paracas e os pesquisadores não foram capazes de explicar as suas origens. 
O Museu Histórico de Paracas enviou amostras de 5 crânios que submeteram a testes genéticos. As amostras consistiam em restos de cabelos, pele, dentes e fragmentos de ossos do crânio. O laboratório de genética não foi informado sobre a origem das amostras, a fim de evitar resultados tendenciosos ou influenciados. 

Os resultados são fascinantes!

O DNA mitocondrial (herdado da mãe) apresentou mutações desconhecidas por qualquer ser humano, primata ou qualquer outro animal. As mutações sugeriram que estamos lidando completamente com um novo ser humano, muito distante do Homo sapiens, ou neandertais Denisovans. Os indivíduos de Paracas eram tão biologicamente diferentes dos seres humanos que não teriam sido capazes de cruzar. "Eu não tenho certeza que eles possam se encaixar na árvore evolutiva como a conhecemos'', acrescentou um geneticista 
As implicações desta descoberta são enormes. Quem eram as misteriosas pessoas de Paracas? Será que eles evoluíram aqui na Terra em um caminho tão diferente de nós que eles acabaram procurando um caminho drasticamente diferente do nosso? Se não, de onde é que eles vieram?

Esta descoberta levanta mais perguntas do que respostas, mas conta como um outro pedaço de evidência que sugere que não estamos sozinhos.

Veja também: Nasa descobre ''acidentalmente'' figuras estranhas no Cazaquistão que só podem ser vistas do espaço