sábado, 23 de janeiro de 2016

Tags: ,

Astrônomos detectam estruturas invisíveis no espaço movendo a 50km por segundo


Os astrônomos descobriram estruturas invisíveis viajando pelo espaço interestelar na Via Láctea.  Embora anteriormente os cientistas especularam que estas estruturas invisíveis existissem, o novo estudo, publicado no periódico Science, ajudará aos astrônomos na determinação de seus tamanhos e formatos de forma muito melhor.




De acordo com relatórios, estas coisas são gigantescas – aproximadamente do tamanho da órbita da Terra ao redor do Sol – e poderiam ser úteis para a explicação de onde a matéria perdida está no Universo.  A detecção das estruturas ‘invisíveis’ foi feita graças aos pesquisadores do telescópio CSIRO, localizado no leste da Austrália.  A descoberta destas estruturas gigantes poderiam ajudar os cientistas a explicar os mistérios a respeito de um quasar distante (uma massa de energia e luz), e o porquê dele parecer mais brilhante em rádio telescópios nas últimas três décadas.

Porém, os pesquisadores alertam que estes não são grandes objetos sólidos.  Eles disseram que estas misteriosas estruturas parecem ser pedaços feitos possivelmente de algum tipo de nuvens de gás extremamente gelado, no gás fino existente entre estrelas.  Os astrônomos descreveram o formato das estruturas invisíveis misteriosas como “macarrão”, com material do lado de fora e ocas no centro.

De onde vieram estas misteriosas estruturas, quais são seus tamanhos, propósito e qual é sua quantidade exata?  Isto ainda é um grande mistério para os astrônomos.

Quais são as suas idades, ou quantas devem existir em nossa galáxia? “Neste ponto, é tudo adivinhação“, disse o Keith Bannister, do CSIRO, para o IFLScience.  “Podem existir muitos milhares delas na galáxia.”

Os astrônomos estão certos de terem identificado a velocidade das estruturas.  De acordo com estudos iniciais, as estruturas invisíveis estão viajando à uma velocidade de aproximadamente 50 km por segundo através do espaço interestelar.  As estruturas até agora detectadas estão localizadas à uma distância de 3000 anos luz de nós, mil vezes mais longe do que a estrela mais próxima, Proxima Centauri.
Embora seja interessante saber que essas estruturas estejam lá, se movendo relativamente rápidas pelo espaço interestelar, a parte mais empolgante da descoberta é que, de acordo com os astrônomos, estas estruturas anteriormente não vistas poderiam contabilizar por uma grande fração da massa escondida da Via Láctea.

Bannister apontou que estas estruturas anômalas não têm nada a ver com a matéria escura.

“Embora exista numerosos enigmas ao redor destas estruturas invisíveis em forma de macarrão, as quais estão viajando a 50 km por segundo na Via Láctea, elas são reais e nossas observações constituem um grande passo em direção à determinação de seus tamanhos e formatos”, diz Bannister. Fonte: Ovni Hoje

Veja também: Saiba tudo sobre NIBIRU agora mesmo: O planeta dos Deuses sumérios está vindo em direção a Terra