quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Tags: , , , , ,

Fontes Russas afirmam que astronautas americanos tiveram contato com extraterrestres na Lua

Um dos canais de televisão principais da Rússia, RTR, levou ao ar recentemente um documentário sobre astronautas norte-americanos que supostamente foram visitados por civilizações extraterrestres.






O filme mostrou o ufólogo russo Vladimir Azhazha e o astrônomo Yevgeny Arsyukhin dizendo que as expedições à Lua lançadas dentro 1969-1972 deparam-se com OVNIS,além de algumas filmagens raras da lua onde mostram claramente OVNIS.

Os pesquisadores afirmam que objetos voadores de origem extraterrestre persistentemente espionavam os americanos. Eles disseram que as expedições à Lua pareciam muito com uma corrida e apresentaram um filme que demonstra um objeto luminoso estreitamente na cola de uma nave espacial americana.

Registros de comunicação entre os astronautas e o Controle da Missão central também foram incluídas no filme.

Eles esperavam que as expedições encontrassem algo surpreendente na Lua e assim que confirmasse a descoberta iriam manter a comunicação diferente para manter o segredo com a superfície, eles codificaram suas mensagens para o MCC. Quando os registros de comunicação mais tarde foram decifradas descobriu-se que as missões dos EUA descobriu bases lunares, restos de veículos espaciais e cidades desertas na Lua.

O filme afirma que as criaturas lunares não iriam tolerar a presença de habitantes da terra por muito tempo. Quando os americanos trouxeram um robô para estudar as crateras da lua, as criaturas que vivem no satélite começaram a demonstrar seu protesto furioso contra a presença norte-americana na Lua.

Os Cineastas disseram que os ''moradores verdes'' da Lua alertaram aos americanos para eles retornarem, pois queriam manter secretas as bases lunares que eles usaram para observar a vida na Terra. Foi alegado que a NASA tinha medo de entrar em conflito com uma civilização altamente desenvolvida e imediatamente parou o programa. O filme soa crível?

Em um par de dias, os americanos demonstraram o seu documentário sobre as expedições Apollo, à sombra da Lua, com registros dos voos para a Lua que foram transformados especialmente após os arquivos de vídeo do programa lunar tivesse desaparecido.

É verdade que os arquivos foram perdidos? Parece que a CIA queria ocultar de fato um contato entre os astronautas e os extraterrestres dos Estados Unidos.

Isso é estranho, porque todos filmes com evidência realmente importante da NASA acabam desaparecendo. Vários anos atrás, mais de 100 g de solo lunar e meteoritos foram roubados do acervo do Centro Espacial Johnson. E isso não foi o único incidente do tipo que ocorreu por lá.

Um ex-funcionário da NASA explicou que os filmes originais tinham sido perdidos depois de terem sido várias vezes movidos de um lugar para outro dentro dos últimos quarenta anos.

O oficial da NASA que pediu anonimato também contou uma história realmente interessante. Quando o presidente Bush anunciou reinício do programa lunar da Nasa, pediu que pesquisadores que participaram nas expedições Apollo anteriores dessem instruções para os especialistas que estavam indo iniciar uma nova missão.

Um dos pesquisadores experientes que foram para a reunião tinha projetado um dispositivo para medir a radiação lunar. O dispositivo pode medir a radiação antes dos seres humanos pousarem na lua e poderia transmitir informações mesmo se eles não tivessem pousado na lua.

Infelizmente não há nenhuma oportunidade de decifrar os filmes como um dispositivo especial capaz de decodificar esses registros.

Um oficial da NASA admite que os voos para a Lua eram uma missão política que os EUA queriam se vingar depois de que o astronauta soviético Gagarin se tornou o primeiro homem a entrar no espaço.

E os EUA gastaram US $ 150 bilhões para iniciar o programa lunar para demonstrar o poder da ciência e da engenharia americana. Foi um projeto muito caro que foi facilmente abandonado, logo que o financiamento foi interrompido.

O serviço de Internet americana Google está pronto para pagar US $ 20 milhões para uma empresa privada que teve sucesso no desembarque de um buggy na Lua para a transmissão de fotografia e informações de vídeo de um gigabyte no tamanho certo para a superfície da Terra.

Com isso, as condições do Google são que o Buggy deva caminhar pelo menos 40 km ao longo da superfície da Lua, e que transmita uma série de imagens da Lua, incluindo "um auto-retrato 'contra o fundo lunar, uma imagem panorâmica do planeta on-line por vídeo.

Como se viu, os meteoritos atingiram a superfície lunar com mais frequência do que se acreditava e geralmente é realmente perigoso por estações automáticas e naves espaciais tripuladas. A Lua não tem nenhuma proteção atmosférica, e até mesmo um pequeno meteoro pode causar uma tragédia se ela atingir uma nave espacial ou uma estação espacial tripulada. (...)

NASA vai realizar mais uma missão para a Lua com uma nave espacial Orion semelhante a Apollo. Prevê-se que quatro astronautas vão pousar de volta na em 2018. Se o projeto der certo em 2020 eles estarão na superfície lunar.

As ambições da Rússia, quanto a exploração da Lua são bastante modestas. Um astronauta russo pode pousar no Satellite apenas como um membro de uma expedição sino-russa. pesquisadores chineses estão trabalhando neste projeto e irão convidar a Rússia a participar dele também. Komsomolskaya Pravda - traduzido por Maria Gousseva, Pravda

Confira esse incrível documentário :



Veja também: 'Seres humanos foram criados por alienígenas super avançados, a mensagem está no nosso DNA'