domingo, 7 de fevereiro de 2016

Tags:

''Pão e Circo'' : Diante crise economica e surto de Zika virus, Brasil vira alvo de piadas e criticas internacionais


O medo do vírus zika não afastou os foliões que agitam o Carnaval brasileiro, é assim que a mídia internacional está descrevendo a atual situação no País.




Para a rede de televisão CNN, está claro que, se os cidadãos no Brasil estavam preocupados com o surto de zika, pelo menos, aparentemente, durante a tradicional festa carnavalesca o medo da doença foi esquecido.

O programa CNN Money, que trata de assuntos econômicos, destacou ainda que neste ano, apesar do zika e da crise econômica, os hotéis no Rio de Janeiro estão mais cheios que no ano passado. Com lotação em 85% dos quartos da rede hoteleira, estima-se que mais de 1 milhão de pessoas visitarão a capital carioca, movimentando mais de R$ 3 bilhões.

O site do jornal britânico Daily Mail, um dos mais lidos do Reino Unido, manchetou: "É Carnaval! Festa de cinco dias no Brasil com dança, carne e fantasias tem início apesar dos temores do zika". 

A publicação britânica afirma que, neste ano, uma das maiores festas do mundo começa sob a "nuvem do vírus zika". O jornal destacou ainda que os turistas e foliões saíram às ruas para festejar mesmo sabendo dos avisos de que a doença pode ser transmitida facilmente. 

Além disso, o Daily Mail também mencionou que o Rio de Janeiro, como o resto do País, vive uma crise econômica e mesmo assim o Carnaval deverá levar milhares às ruas da cidade.  

O também britânico The Independent entrevistou especialistas que ressaltaram que os foliões do Carnaval poderão ser um "coquetel explosivo" para a propagação do vírus.

A televisão norte-americana NBC chamou a atenção para os esforços governamentais investidos especificamente para o Carnaval. Em Recife, destacou a televisão, funcionários públicos ligados ao setor de turismo estariam espalhando inseticidas para combater o mosquito transmissor do zika, dengue e chikungunya. 
Pelo menos 22 Estados brasileiros confirmaram casos de zika e mais de 4.000 crianças com microcefalia estão sendo investigadas no País inteiro. Foram confirmados mais de 400 bebês com má-formação ligada ao vírus do zika. Fonte: R7