terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Tags: , ,

Um objeto misterioso vai passar raspando pela terra em 2017 e até agora os cientistas não tem ideia do que é


Muitos acreditam que o objeto é uma "sonda Alien''. O objeto denominado 1991 VG possui uma órbita heliocêntrica, está pronto para varrer a Terra em 2017, mas misteriosamente, os pesquisadores não tem ideia do que é. 



Um objeto misterioso varrerá a Terra em 2017 e cientistas não têm nenhuma ideia do que poderia ser.. Seria uma sonda alienígena? O objeto misterioso foi visto pela primeira vez em 1991 pelo astrônomo James Scotti da Universidade do Arizona e é referido como 1991 VG. 

O objeto é considerado anômalo dada a sua estranha rotação e longevidade no espaço. Entre as teorias propostas sobre o que é o 1991 VG, há aqueles que sugerem que poderia ser uma sonda alienígena, lixo espacial ou mesmo um pequeno meteorito. No entanto, até hoje, os astrônomos não têm ideia do que ele realmente é. Alguns especialistas propuseram que 1991 VG poderia, de fato, ser uma seção da Apollo 12, mas Scotti reivindica que a data simplesmente não bate. "Nós verificamos em todas as possibilidades dele ser feito pelo homem", disse Scotti Motherboard. "Houve alguns corpos de possíveis espaçonaves e foguetes que poderiam ser o 1991 VG. "Mas quando nós olhamos para cada um, fomos capazes de eliminar cada um deles''.

No entanto, existem aqueles que acreditam que o objeto sinistro pode ser parte de um foguete secreto que os soviéticos colocaram em órbita no passado, um foguete cuja origem e propósito permaneceu um mistério até agora. "Os soviéticos tinham foguetes poderosos como os foguetes americanos. "É plausível que uma missão russa esquecida resultasse na descoberta desse objeto'' Quando o objeto foi detectado pela primeira vez em duas décadas atrás, era de cerca de 10 metros de diâmetro e estava a uma distância de cerca de 290 mil milhas - cerca de 50,00 milhas mais que a distância entre a Terra e a Lua. A parte misteriosa sobre 1991 VG é que ele mostrou uma rápida taxa de rotação e, estranhamente, seu brilho oscilou ao longo do tempo. Esse comportamento, na época, não tinha sido visto em qualquer asteroide de tamanho similar. Curiosamente, astrônomos indicaram que o objecto também tinha uma órbita que era estranhamente semelhante ao do nosso planeta. 

Uma sonda alienígena monitorando a Terra? 

Entre as numerosas teorias propostas, existe uma possibilidade de que o objecto misterioso seja na verdade, uma sonda extraterrestre. De acordo com Duncan Steel, um astrônomo da Universidade de Adelaide, na Austrália, 1991 VG poderia realmente ser uma "sonda alienígena que está nas proximidades do nosso planeta." No entanto, em outras entrevistas''.

O objeto vai passar pela Terra no verão de 2017 quando será observável no hemisfério sul do planeta.  Outra possibilidade é que a força de Yarkovsky, causada pelas emissões térmicas traga um objecto ''rodando'', empurrado sistematicamente o objecto à uma orbita durante longos tempos. O fato que o objeto ainda é um enigma ", disse James Scotti em entrevista à motherboard. 

Uma sonda alienígena auto-replicante? 

O objeto é de natureza extraterrestre? Poderíamos identificá-lo? Ou até mesmo entendê-lo? E se o objeto foi feito de tecnologia altamente avançada? Será que podemos identificar como tal? De acordo com dois matemáticos da Universidade de Edimburgo, é muito possível que haja sondas alienígenas que operam dentro do nosso sistema solar. Duncan Forgan e Arwen Nicholson sugerem que não podemos descartar a possibilidade de que existem naves extraterrestres dentro do nosso sistema solar. Os matemáticos utilizaram cálculos complexos para informar suas previsões. Os dois matemáticos analisaram a possibilidade de que as sondas poderiam viajar através do espaço em um estudo publicado no Journal of Astrobiology. Em seu trabalho, Duncan Forgan e Arwen Nicholson afirmaram a possibilidade de que raças alienígenas altamente avançadas estão aproveitando o campo gravitacional das estrelas para acelerar "sua" nave espacial e viajar através do espaço. Curiosamente, esta "técnica" não seria algo exclusivo de seres extraterrestres altamente avançados: de fato, nós usamos essa tecnologia. Por exemplo, as sondas Voyager estão fazendo uso do campo gravitacional dos planetas para ganhar velocidade através do espaço. Por enquanto a natureza do objeto continua um enigma...

Leia também: ''Extraterrestres controlam arsenal de armas dos EUA e eles sempre estiveram por aqui'' Diz Ex-Capitão