terça-feira, 5 de abril de 2016

Tags: ,

Arqueólogo encontra misteriosa cruz Viking que poderia reescrever a história do cristianismo

O objeto, que poderia datar da primeira metade do século X, indicam que os dinamarqueses abraçaram a religião cristã várias décadas mais cedo do que se pensava anteriormente e levanta outra hipótese, a cruz e originalmente um simbolo cristão? 

O crucifixo estranho está hospedado atualmente no Museu Viking Ladby. Um arqueólogo amador encontrou um crucifixo antigo em excelente estado em um campo de Aunslev, uma cidade na ilha dinamarquesa de Funen, graças ao seu detector de metais. A cruz 4,1 centímetros de comprimento e 13 gramas, tem um pequeno anel na parte superior e provavelmente foi usada por uma mulher Viking, relata o jornal The Independent. 

Malene Refshauge Beck, Museu Ostfyns (Kerteminde, Dinamarca), disse que o objeto "é uma descoberta sensacional que pertence à primeira metade do século X", porque "um pingente de quase idêntico encontrado na Suécia foi também datado desse período. " O fato de que este achado foi datado a este período é muito revelador, já que indicaria que os dinamarqueses abraçaram anos antes a religião cristã muito mais cedo do que se pensava. 
Na verdade, ele tem muita relevância para redefinir o registro histórico do país e "terão que aparecer nos livros de história no futuro", estimou Refshauge. 

Até o momento, acreditava-se que as pedras de Jelling - duas grandes runas erigidas pelo rei Harald Gormsson em 965 em uma aldeia do mesmo nome foram as mais antigas representações conhecidas do cristianismo no país. Alguns missionários cristãos que vivem na Dinamarca hoje por cerca de dois séculos antes,  não conseguiu converter os Vikings até então.
Outra questão foi levantada a respeito do misterioso crucifixo: A cruz é originalmente um simbolo cristão? Mais analises serão necessárias para poder sanar uma dúvida que poderá reescrever nossa história.

Veja também: Cientista renomado ganha prêmio e fica milionário ao provar a existência de Deus