segunda-feira, 2 de maio de 2016

Tags:

Agartha: Civilizações antigas comprovararam que existe uma civilização avançada dentro da terra

A ideia de que o nosso planeta é constituído por uma cavidade, como no interior de um favo de mel, não é nova. Algumas das culturas mais antigas falavam de civilizações que vivem dentro do centro da terra e de suas vastas cidades avançadas. 

De acordo com contos budistas e tradições hindus , túneis secretos conectam o Tibet com um paraíso subterrâneo, o submundo lendário chamado Agartha. Na Índia, este oásis subterrâneo é mais conhecido por seu nome em sânscrito, Shambhala, que acredita-se significar "lugar de tranquilidade." 

Mitologias em todo o mundo, da América do Sul ao Ártico, descrevem inúmeras entradas para estes fabulosos reinos interiores. Muitas organizações ocultas, autores esotéricos, e sociedades secretas concordaram com esses mitos e lendas dos habitantes subterrâneos, que são os restos de civilizações antediluvianos, que procuraram refúgio em cavernas por dentro da terra . 

Assumindo que os mitos sejam verdadeiros, e a Terra seja parcialmente oca, como a vida poderia se sustentar no subsolo? Como o nosso organismo receberia a ventilação necessária para respirar milhas abaixo da superfície? O que iria fornecer a luz necessária para ver, ou para fazer com que a fotossíntese necessária existisse parar a vida vegetal que supostamente existe nesses mundos interiores? Existem quaisquer fontes conhecidas de sustento disponível que poderia fornecer para uma grande população humana? Que provas existem de que uma biosfera sustentável poderia existir milhas abaixo da superfície, totalmente isolada de alimentação e do ciclo de vida estabelecida fornecida pelo sol? Onde estão as entradas para a terra interior, e que as raças vivem lá ? O vídeo abaixo pode nos esclarecer algumas de nossas dúvidas.

Confira:



Veja também: Cientistas confirmam que Jesus era casado: ''O evangelho sobre a esposa de Jesus não é uma farsa''