quarta-feira, 4 de maio de 2016

Tags: ,

Ateus ficam revoltados: Arqueólogos descobrem como era a serpente antes da maldição de Deus no Éden

Então o Senhor Deus declarou à serpente: "Já que você fez isso, maldita é você entre todos os rebanhos domésticos e entre todos os animais selvagens! Sobre o seu ventre você rastejará, e pó comerá todos os dias da sua vida.''

Muitos pensam que a frase "Sobre o seu ventre você rastejará" significa que a cobra quando foi criada por Deus podia ficar em pé, e que depois de tentar Eva, Deus amaldiçoou a rastejar em seu peito. Essa teoria não possuía nenhuma base científica que a comprovasse até algum tempo atrás, quando uma equipe de pesquisadores no Brasil encontraram um fóssil de uma cobra com quatro pernas.

E a BBC fez um relatório que publicou as fotografias do fóssil.

Apesar de não ser a primeira vez que encontram um fóssil de cobra com pernas, que acredita-se ser o ancestral direto das cobras atuais. "Este é o fóssil de cobra mais primitiva conhecida, e isso é muito claro que a água "disse Nick Longrich, um pesquisador da Universidade de Bath, no Reino Unido, e um dos autores do estudo.

Segundo Longrich disse à BBC, a forma da cauda da criatura não é como as cobras atuais e não há sinais da presença de barbatanas.
Em vez disso, seu tronco longo e focinho curto são as características típicas de um animal escavado. Sua traseira e membros anteriores (4 mm e 7 mm, respectivamente) são muito pequenas e altamente especializadas, com os dedos muito finos e garras na ponta.

Bruno Simões, um especialista em cobras do Natural History Museum, ficou surpreendido pelo bom estado de conservação do fóssil e tão bem desenvolvido que são seus membros.

"É uma surpresa, especialmente por causa de sua proximidade com cobras atuais", disse Simões à BBC.

"Isso nos dá uma ideia clara de que era um ancestral das serpentes".

Fonte: Christian Daily

Veja também: ''Jesus era um mutante, mudava de forma e idade à vontade'' Afirma evangelho apócrifo de 1200 anos