quarta-feira, 8 de junho de 2016

Tags: , ,

General americano aposentado quebra o silêncio e fala o que a NASA realmente encontrou em Marte - Veja!

“Já passou, há muito, tempo a hora de abrir as cortinas sobre este assunto.  Temos declarações das fontes mais confiáveis – aqueles em posição de saber – sobre um fascinante fenômeno, a natureza do que ainda está para ser determinado.”

A declaração acima vem de John Podesta, Chefe de Gabinete para Bill Clinton e Conselheiro de Barack Obama.  É uma mensagem poderosa, porque é verdadeira. Agora temos testemunhos de centenas sobre centenas de pessoas críveis de alto escalão, dentro do âmbito político, governamental, militar e de agências de inteligência, dizendo que os fenômenos dos OVNIs e extraterrestre é deveras real e merece uma atenção especial.

Também temos documentação oficial liberada para respaldar estas declarações.

Se você somar dois mais dois, fica claro que:

“Há uma evidência abundante de que estamos sendo contatados, de que civilizações têm nos contatado por muito tempo”, Dr. Brian O’Leary, ex-astronauta da NASA e Professor de Física da Universidade de Princeton.

Mas não é somente o fenômeno dos OVNIs/extraterrestre que parece estar ganhando mais transparência.  Coisas estranhas têm sido observadas no espaço.  Talvez seja por isto que o governo russo recentemente convocou uma investigação internacional a respeito de filmagens perdidas dos pousos lunares estadunidenses da NASA, ou porque o físico da Defesa dos EUA e o Gerente Adjunto da Missão Clementine à Lua recentemente fez uma delação sobre o que realmente está lá em cima.

O General Albert Stubblebine pode ser adicionado à longa lista.  Embora ele não participou da Audiência de Cidadãos para o desacobertamento dos OVNIs (onde uma quantidade de militares, políticos, acadêmicos e equipes de governo testemunharam em frente a vários ex-membros do Congresso dos EUA). Suas credenciais falam por si mesmas.

O General Stubblebine é um militar aposentado que foi o Comandante Geral da Inteligência do Exército dos EUA e do Comando de Segurança (sigla em inglês – INSCOM), bem como um dos mais distintos soldados e chefes da Inteligência do Exército dos Estados Unidos, com 16.000 soldados sob seu comando.

Ele foi um grande proponente da ‘física’ de guerra e jogador chave no projeto ‘Stargate‘, o qual foi um programa de visualização remota.  A visualização remota pode ser definida de múltiplas formas.  É a habilidade dos indivíduos de descrever uma localização geográfica remota em até várias centenas de milhares de quilômetros de distância de suas localizações físicas.

Estes programas foram a inspiração por detrás do filme “Men Who Stare At Goats” (Os Homens que Encaravam Cabras – BR)

Aqui está o que o General Stubblebine tinha a dizer sobre Marte, talvez graças a alguma informação de inteligência do Programa de Visualização Remota?

“Há estruturas na superfície de Marte.  Eu direi a você, para os registros, que há estruturas sob a superfície de Marte que não podem ser vistas pelas câmeras do Voyager que passaram em 1976.  Eu também direi a você que há máquinas no subsolo de Marte e que são máquinas que você pode olhar, você pode descobrir em detalhes, você pode ver o que elas são, onde estão, quem eles são e muitos outros detalhes sobre elas.” (Dolan, Richard. UFOs And The National Security State: New York: Richard Dolan Press) 

Veja também: Ministro do Canadá confirma: ''Existem espécies extraterrestres em contato com a terra agora mesmo''