terça-feira, 12 de julho de 2016

Tags: , ,

Cientistas e medicos alertam: ''Selfies estão ligadas ao narcisismo, dependência e doenças mentais''

A tendência crescente de tirar selfies com smartphones está ligada a condições de saúde mental que incidem sobre a obsessão de uma pessoa com a aparência, alertam os cientistas.

Segundo o psiquiatra Dr. David Veal: "Dois em cada três de todos os pacientes que são consultados com Transtorno Dismórfico Corporal estão ligados a ascensão de telefones com câmera e tem uma compulsão para de tirar selfies e postar nas redes sociais."

"A terapia comportamental cognitiva é usada para ajudar um paciente a reconhecer as razões do seu comportamento compulsivo e, em seguida, para aprender a moderar-lo", disse ele ao Sunday Mirror.

Um adolescente britânico tentou cometer suicídio depois de não conseguiu tirar a ''selfie perfeita''. Danny Bowman se tornou tão obcecado para capturar a foto perfeita que ele passou 10 horas por dia, chegando tirar até 200 selfies! O garoto de 19 anos perdeu quase 15 quilos, abandonou a escola e não deixou a casa por seis meses em sua busca de obter a imagem perfeita. Ele tirava 10 fotos imediatamente depois de acordar. Frustrados com suas tentativas de tirar a imagem que ele queria, Bowman, eventualmente, tentou tirar a própria vida por uma overdose, mas foi salvo por sua mãe.

"Eu estava constantemente em busca de tirar a selfie perfeia e quando eu percebi que eu não podia, eu queria morrer. Eu perdi meus amigos, minha educação, minha saúde e quase minha vida", disse ele ao The Mirror. Acredita-se que o adolescente é o primeiro viciado em selfie do Reino Unido e hoje em dia ele faz terapia para tratar seu vício. Parte de seu tratamento no Hospital Maudsley em Londres incluiu tirar seu iPhone por intervalos de 10 minutos, que aumentou para 30 minutos e depois de uma hora. "Era insuportável para começar, mas eu sabia que tinha de fazer isso se eu quisesse continuar a viver", ele disse ao Sunday Mirror. Funcionários de saúde pública no Reino Unido anunciaram que a dependência de mídia social como Facebook e Twitter é uma doença e mais de 100 pacientes procuraram tratamento a cada ano . "Selfies frequentemente desencadeam percepções de auto-indulgência ou dependência social em busca de atenção que levanta  comportamento de narcisismo ou muito baixa auto-estima", disse Pamela Rutledge no Psychology Today. O grande problema com o aumento do narcisismo digital é que ele coloca uma enorme pressão sobre as pessoas para atingir metas inviáveis. 
Querendo ser Beyoncé, Jay Z ou um modelo já é bastante, mas quando você não está preparado para trabalhar duro para alcançar essa meta, você acaba dando de cara com a frustração. 

Em última análise, manifestações on-line do narcisismo podem ser pouco mais do que uma estratégia de auto-apresentação para compensar uma auto-estima muito baixa e frágil. No entanto, quando esses esforços são reforçados e recompensados ​​por outros, eles perpetuam a distorção da realidade e consolidam ilusões narcísicas. O vício em selfies também alarmou os profissionais de saúde na Tailândia. "Prestar muita atenção a fotos publicadas, controlando quem vê ou que gosta ou comenta-las, na esperança de alcançar o maior número de likes é um sintoma que as 'selfies" estão causando problemas ", disse Panpimol Wipulakorn, do Departamento de Saúde Mental da Tailândia. O médico acredita que os comportamentos podem gerar problemas cerebrais no futuro, especialmente aqueles relacionados à falta de confiança. A palavra "selfie" foi eleita a "Palavra do Ano de 2013" pelo Dicionário de Inglês Oxford. Ela é definida como "uma fotografia que é tirada de si mesmo, tipicamente com um smartphone ou webcam e enviados para um site de mídia social". 

Você é um viciado em selfies? Conhece alguém que tem esse típico comportamento? Compartilhe esse artigo com seus amigos e familiares e vamos ver no que vai dar!

Veja também: Veja como está o menino que fumava 40 cigarros por dia, 8 anos depois: Irreconhecível !