Surreal: Warner Bros poderá ter que pagar 900 milhões de dólares, se não provar que fantasmas existem

Em Hollywood já vimos todos os tipos de ações judiciais e demandas, algumas de fato surreais. Se o estudo não for capaz de demonstrar que existem fantasmas e fenômenos paranormais ele poderia obriga-lo a pagar 900 milhões de dólares.



Cena do filme 'Invocação do mal 2' (2016). Como eles chegaram a essa situação é certamente difícil de explicar, provavelmente por causa da obstinação sobre a estratégia legal. A história tem a ver com o estudo e produção por trás da franquia de sucesso Invocação do mal. Até agora, os três filmes da franquia já arrecadou 886 milhões de dólares em bilheteria mundial. O problema é que a Warner está sendo processada por um escritor que pede 900 milhões de dólares de direitos autorais. Aparentemente, Gerald Brittle escreveu um livro sobre Warren sob o título de O Demonologist. Brittle diz que teve um acordo exclusivo com ambos Ed e Lorraine Warren com pesquisadores cujos arquivos de caso são dramatizados nos filmes a Invocação do mal . A Warner, entretanto, disse que tinha seu próprio acordo com Warren e foi, assim, estreou a Invocação do mal  , Invocação do mal  2 e Annabelle. 
O que torna este processo inédito é que o estúdio de cinema diz que os filmes não eram baseado no livro por Brittle, mas em "fatos históricos reais." Brittle diz que pode não ser possível porque ele argumenta em seu livro que os arquivos de Warren sobre a atividade paranormal são totalmente falsos e fabricadas. Em outras palavras, a única maneira que parece ter o estudo para se livrar desses 900 milhões de dólares é mostrando ao juiz que os fantasmas existem.

Confira o trailer do filme:




Surreal: Warner Bros poderá ter que pagar 900 milhões de dólares, se não provar que fantasmas existem Surreal: Warner Bros poderá ter que pagar 900 milhões de dólares, se não provar que fantasmas existem Reviewed by Adm on 16:18 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.