Prefeitura de cidade no Paquistão mata mais de 1050 cães por serem considerados impuros pela religião

Prefeitura de Karachi, no Paquistão, matou 1.050 cachorros e deve matar outros 2 mil. Medida foi tomada após denúncia de que animais haviam mordido crianças.

Mais de mil cães de rua foram envenenados por funcionários da prefeitura de Karachi depois de denúncia de que os cachorros haviam mordido crianças e mulheres. 

Um total de 1.050 cães foram sacrificados na primeira fase da operação, que tem previsão de matar outros 2.000 cachorros. Rehan Hashmi, presidente da jurisdição municipal, disse que as autoridades receberam uma onda de críticas sobre as mordidas e defendeu o programa de exterminação dos cães. “Se houve alguma outra opção, aceitaria com o maior prazer, afinal todos são seres vivos”, defendeu-se.

No Paquistão, o tema dos direitos dos animais não está presente na sociedade, mas pouco a pouco surgem grupos de veterinários e ativistas que buscam encontrar um equilíbrio para conciliar a vida dos cães ao medo da população, que os consideram impuros com base em crenças religiosas.



Prefeitura de cidade no Paquistão mata mais de 1050 cães por serem considerados impuros pela religião Prefeitura de cidade no Paquistão mata mais de 1050 cães por serem considerados impuros pela religião Reviewed by Adm on 18:31 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.