Histórico: Brasileira inventa método revolucionário capaz de detectar o câncer antes que apareçam os sintomas

Priscila Kosaka desenvolveu o projeto há seis anos em um laboratório espanhol. A técnica é 10 milhões vezes mais sensível do que os detectores que atualmente temos. 


Ela tem sido um membro do Instituto de Microeletrônica de Madrid por seis anos, e aqui a brasileira Priscila Kosaka, de 35 anos, desenvolveu uma técnica para detecção de câncer que não necessita de biópsias e pode identificar a doença antes que eles mostram sintomas .

O resultado vem do uso de um nanosensor que é sensivelmente 10 milhões de vezes maior do que os métodos de teste tradicionais nos quais as amostras de sangue do paciente são usadas. O prognóstico é que está no mercado em dez anos e também que é usado para combater hepatite e Alzheimer.

Um investigador explica que o sensor é um "trampolim muito pequeno" com anticorpos na superfície. Quando está em contato com uma amostra de sangue de uma pessoa com câncer, ele "captura" as diferentes partículas e acaba ficando mais pesado e pesado.

Outras estruturas relacionadas à técnica também incluem mudar a cor das partículas, indicando que um paciente com fluido coletado no final do teste teria um tumor maligno.

A TAXA DE ERRO DE ACORDO COM PRISCILLA É DE 2 PARA 10 MIL CASOS.

"Atualmente, não existe uma técnica que permita a detecção de moléculas que estão em concentrações muito baixas e que coexistem com mais de 10 mil espécies de proteínas em uma única bio-amostra", diz ela.

"Atualmente não existe uma técnica capaz de encontrar a" agulha no palheiro ". Portanto, há uma necessidade de tecnologia capaz de registrar as moléculas individuais na presença de outras moléculas mais abundantes e os nanosensores que desenvolvi são capazes de fazer isso "

De acordo com a cientista, estudos adicionais também podem fazer com que o nanosensor seja usado para identificar o tipo específico de câncer que o paciente possui (pâncreas, intestino, pulmão, etc.). Os últimos dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) calculam que haverá 21,4 milhões de novos casos de câncer em todo o mundo em 2030, com 13,2 milhões de mortes.

Entre os benefícios da técnica desenvolvida pela Priscila está o fato de que a identificação pode tornar necessária a realização da biópsia e detectar qualquer tipo de câncer através de testes rotineiros. Priscila diz que ainda é necessário que o sensor passe novas fases de teste. Além disso, serão necessários financiamentos para os estudos. Um dos objetivos da Priscila é que o equipamento tem um custo acessível e está disponível para toda a população.


Espero que não venha atrasar esse avanço muito positivo. 

Compartilhe com seus amigos e familiares se você achar interessante, então a informação chegará a mais pessoas. 



Histórico: Brasileira inventa método revolucionário capaz de detectar o câncer antes que apareçam os sintomas Histórico: Brasileira inventa método revolucionário capaz de detectar o câncer antes que apareçam os sintomas Reviewed by Adm on 17:06 Rating: 5
Tecnologia do Blogger.