quinta-feira, 5 de abril de 2018

Funcionário de necrotério é cremado por engano enquanto tirava uma soneca

Beaumont, Texas | Um empregado do necrotério do condado de Jefferson morreu esta manhã depois de ter sido acidentalmente cremado por um de seus colegas de trabalho.


De acordo com o Departamento de Polícia de Beaumont, Henri Paul Johnson, de 48 anos, decidiu tirar um cochilo em uma maca depois de trabalhar por dezesseis horas seguidas.

Enquanto ele dormia, outro empregado confundiu-o com o cadáver de uma vítima de acidente de carro de 52 anos e levou-o para o crematório.

Antes que alguém pudesse perceber o erro, ele já havia sido exposto a temperaturas variando entre 1400 e 1800 graus Fahrenheit e reduzido a cinzas.

Jenna Davis, uma das colegas de trabalho de Henri Johnson, diz que o ouviu gritar por cerca de 15 segundos depois que o crematório foi ativado.

“No começo, não entendíamos de onde o som estava vindo. Quando percebemos o que estava acontecendo, era tarde demais. Fechamos o sistema de aquecimento, mas ele já estava morto.

Davis afirma que o jovem colega de trabalho que causou o acidente era um novo funcionário e havia esquecido de verificar a etiqueta do dedo do pé para se certificar de que ele tinha o corpo certo.

Jenna Davis diz que ouviu a vítima gritar em agonia quando o crematório o estava reduzindo a cinzas.

A polícia abriu uma investigação para determinar as circunstâncias exatas em torno da morte do Sr. Johnson.

Investigadores não descartaram a possibilidade de apresentar acusações criminais contra o empregado que causou a morte dele.

O jovem poderia ser acusado de negligência criminosa causando a morte