quinta-feira, 17 de maio de 2018

Cientistas descobrem que árvores também têm um "batimento cardíaco"

Parece que todos os dias mais e mais informações estão sendo descobertas sobre as árvores e os muitos mistérios dentro delas. Sabemos que estão vivas, mas parece que estão ainda mais vivas do que pensamos. 


As árvores estão interconectadas no subsolo, também sabemos agora que as árvores podem se comunicar umas com as outras, mas recentemente cientistas descobriram que as árvores realmente têm uma espécie de batimento cardíaco, é tão lento que elas nunca perceberam antes. 

Até recentemente os cientistas pensavam que a água se movia através das árvores pelo processo de osmose, em uma espécie de matéria contínua, mas agora descobriramque os troncos e galhos das árvores estão se contraindo e expandindo e bombeando água das raízes até as folhas, como o coração bombeia o sangue por todo o corpo. 

Ao contrário de nossos corpos e nosso pulso no entanto, uma árvore é muito mais lenta e bate apenas uma vez a cada duas horas ou mais e, em vez de regular a pressão arterial, na verdade, regula a pressão da água que flui através da árvore. 

De acordo com András Zlinszky, da Universidade Aarhus, na Holanda, “descobrimos que a maioria das árvores tem mudanças periódicas regulares na forma, sincronizadas em toda a planta, o que implica mudanças periódicas na pressão da água”. 

Como eles descobriram isso? 

Um estudo realizado em 2017 Zlinsky e seu colega, Anders Barfod, usaram a varredura a laser terrestre para monitorar 22 diferentes espécies de árvores em um esforço para observar a forma de suas copas e como elas mudaram. 

Todas as medidas foram feitas em estufas durante a noite, a fim de descartar o sol e também o vento como fatores nos movimentos das árvores. Em várias das árvores, observou-se que os galhos subiam e desciam cerca de um centímetro a cada duas horas. Depois de terminar o estudo noturno, os pesquisadores criaram uma teoria sobre o que eles acreditam que o movimento representa. Eles acreditam que o movimento é um sinal de que as árvores estão bombeando água de suas raízes e distribuindo-as através de seus galhos. 

Os pesquisadores acreditam que essa descoberta indica que as árvores podem ter um tipo de batimento cardíaco. "Na fisiologia clássica das plantas, a maioria dos processos de transporte são explicados como fluxos constantes com flutuações insignificantes no tempo", disse Zlinszky à New Scientist. "Nenhuma flutuação com períodos inferiores a 24 horas é presumida ou explicada pelos modelos atuais." 

Infelizmente, ainda não há explicação sobre como funciona a ação de bombeamento. Eles especulam que talvez o tronco aperte a água empurrando-o através do xilema, que é um sistema de tecido no tronco que transporta água e nutrientes para todos os ramos e folhas.