quinta-feira, 24 de maio de 2018

''Hitler não vive no lado escuro da lua'' Confirma estudo científico

Os pesquisadores receberam permissão para examinar os restos mortais de Adolf Hitler em uma tentativa final de provar aos teóricos da conspiração que ele está realmente morto.


O governo russo permitiu que dois pesquisadores franceses examinassem dois restos mortais pertencentes ao assassino em massa - um fragmento de crânio e dentes.

Eles compararam os fragmentos aos registros de autópsias em tempo de guerra. 

O relatório chegou ao European Journal of Internal Medicine e o co-autor Phillippe Charlier disse à AFP :

Não há dúvida possível. Nosso estudo prova que Hitler morreu em 1945. 

Ele não fugiu para a Argentina em um submarino. Ele não está em uma base escondida na Antártida ou no lado escuro da lua. 

Parece que provas definitivas foram necessárias para dissipar os muitos mitos que cercam sua morte (ou a falta dela).

Ele está realmente morto.