quinta-feira, 7 de junho de 2018

Milionário muçulmano doa todo o seu dinheiro para a caridade após ter câncer

Foi em 2015 que o milionário muçulmano Ali Banat foi diagnosticado com câncer, um diagnóstico que ele usou como um catalisador para usar sua riqueza para promulgar mudanças positivas.


Ele foi inicialmente informado de que tinha apenas sete meses de vida, mas Banat - de Sydney, na Austrália - sobreviveu por mais de dois anos a mais do que os médicos previam. Ele faleceu no início desta semana, mas o filantropo e ex-empresário passou os últimos anos levantando dinheiro para muçulmanos desprivilegiados em todo o mundo, enquanto também lutava contra sua doença terminal.

Nos anos anteriores ao seu diagnóstico, Banat viveu uma vida luxuosa cheia de carros velozes, roupas caras e inúmeras outras posses materiais, mas quando percebeu que estava doente, ele percebeu que estava perseguindo os objetivos errados.

Em um pequeno documentário enviado para o canal OnePath Network, Ali descreve sua doença como um "presente".

Quando questionado sobre sua escolha de idioma, ele responde:

É um presente porque Allah me deu uma chance de mudar.

Ao receber seu diagnóstico, Banat imediatamente vendeu seu negócio e viajou para o Togo, na África, um país em que aproximadamente 55 por cento da população vive abaixo da linha da pobreza. No entanto, as coisas melhoraram desde 2008, quando o UNICEF relatou que 80% vivem na pobreza.

O país também tem uma grande população muçulmana - as estatísticas variam, mas estima-se que entre 12 e 20 por cento da população se identifique como muçulmana. Movido por sua jornada, Benat rapidamente decidiu usar seu dinheiro para construir um Masjid (um local de culto religioso), bem como uma escola para crianças locais; Ele então expandiu seu escopo e estabeleceu um projeto, Muçulmanos ao Redor do Mundo (MATW).

O projeto tem vários outros objetivos, todos descritos em sua página oficial do GoFundMe ; não apenas uma nova aldeia está sendo proposta para abrigar 200 viúvas, um minicentro médico e uma série de negócios destinados a apoiar a comunidade local também serão criados.

Todos os fundos serão distribuídos entre três projetos, todos destinados a criar soluções sustentáveis ​​para o empobrecimento.

Nos últimos três anos, quase 600 mil libras foram levantadas e mais doações estão sendo feitas para homenagear a memória de Banat.