quinta-feira, 14 de junho de 2018

Trump é criticado por dizer que "a fé é mais poderosa que o governo"

O presidente americano foi criticado por seus adversários políticos , por ter dito: "A fé é mais poderosa que o governo e nada é mais poderoso que Deus ". 

Trump fez as declarações durante a celebração do Dia Nacional de Oração na Casa Branca , onde assinou uma ordem executiva , criando uma " iniciativa de fé " , que seria um programa federal para estimular as atividades de grupos religiosos. 

Para alguns políticos, a frase seria admitir que o governo republicano é "fraco". Também alguns meios de comunicação americanosEles afirmaram que o presidente está violando a separação entre Igreja e Estado . 

Curiosamente, a mesma mídia no passado elogiou Barack Obama, porque ele pediu mais " tolerância " para com os muçulmanos e destinou milhões de dólares para programas "humanitários" nos países do Oriente Médio , sem qualquer controle sobre como esses fundos eram usado. 

A ordem executiva Trump dá força a "aqueles que trabalham na promoção de programas comunitários , oferecendo soluções mais eficazes para a pobreza e cobrindo qualquer falha do poder executivo para garantir a proteção da liberdade religiosa ".

Em entrevista à CBN, o vice-presidente Mike Pence explicou que a idéia é garantir que o governo federal seja um "parceiro" de grupos religiosos em vários programas. 

Criticado por beneficiar somente os cristãos, Pence disse que a iniciativa não se limita a uma única confissão, mas é natural beneficiar a religião da maioria dos americanos . 

" Orações acontecem regularmente na Casa Branca, esta é uma das coisas mais importantes para mim, sejam elas reuniões públicas ou não, eu perdi a conta do número de vezes que o presidente Trump me convidou e outro membro do gabinete também," disse Pence.