terça-feira, 24 de julho de 2018

Presidente Africano implora para que o país comece a rezar e jejuar para sair de crise econômica

ÁFRICA.- O Presidente da Zâmbia pediu à população que iniciasse um dia de jejum e oração , dada a difícil situação econômica do país. 


A crise econômica enfraqueceu muitos países africanos, fez com que a inflação da Zâmbia cresceu e sua moeda foi desvalorizada em quase 45% em relação ao dólar. Houve também uma queda acentuada no preço do cobre , principal fonte de renda da Zâmbia , que responde por cerca de 70% das exportações.

Para lidar com esta situação caótica, o Presidente zambiano Edgar Lungu , perguntou toda a população a dedicar um dia de jejum e oração a Deus para curar e prosperar o país, de modo estabelecido em 18 de outubro como Dia Nacional de oração e ayno . 

"Eu gostaria de agradecer ao Deus Todo-Poderoso por nos permitir dedicar um dia para arrependimento e reconciliação , oração e jejum", disse Edgar Lungu em seu discurso público. "Pessoalmente, acredito que se nos humilharmos como povo e sinceramente clamarmos ao Deus de Abraão, Isaque e Jacó, ouviremos nossaorar e perdoar n ur pecados e sarar a nossa terra "conforme publicado por toda a África. 

Zâmbia é considerada oficialmente uma nação cristã. 85% da população considera professam a fé em Jesus Cristo. 

" Só Jesus Cristo , o Filho de Deus, pode resolver a crise que o nosso país enfrenta. O povo do governo não poderá fazê-lo porque não são seres sobrenaturais ", disse o porta-voz do governo Chishimba Kambwili, 

presidente Lungu 1 João 1: 9:"Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça." Ele disse que as pessoas deveriam ir a Deus num momento em que o país está passando por dificuldades , como um sinal de reverência a Deus e reconhecimento de sua soberania . 

Todos os estabelecimentos públicos , como bares, restaurantes etc ... terão que fechar . Também os jogos de futebol serão cancelados durante o dia de oração .