quinta-feira, 26 de julho de 2018

Trump e Putin prometem destruir a 'Nova Ordem Mundial'

Os dois grandes líderes do mundo, o presidente Trump e o presidente Putin, prometeram destruir a "Nova Ordem Mundial".

Durante uma reunião a portas fechadas no Palácio Presidencial finlandês, os dois líderes mundiais discutiram como desmantelar a Nova Ordem Mundial, para o desânimo dos globalistas.


Do correio diário:

Em seu discurso de abertura, Trump disse: "O mais importante é que temos muitas coisas boas sobre as quais conversar ... temos discussões sobre tudo, desde comércio até forças armadas, mísseis, nucleares, China, falaremos um pouco sobre China - nosso amigo em comum Presidente Xi.

“Acho que temos grandes oportunidades juntos, como dois países, que francamente não temos nos dado muito bem nos últimos anos.

'Eu estive aqui não muito tempo, mas está chegando perto de dois anos, mas acho que vamos acabar tendo um relacionamento extraordinário. Eu tenho dito, e tenho certeza que você já ouviu falar, ao longo dos anos ... que conviver com a Rússia é uma coisa boa, não é uma coisa ruim.

'Eu realmente acho que o mundo quer nos ver se dar bem. Nós somos as duas grandes potências nucleares. Nós temos 90% do nuclear - e isso não é uma coisa boa, é uma coisa ruim. Acho que podemos fazer alguma coisa sobre isso, porque não é uma força positiva, é uma força negativa, então estaremos falando sobre isso entre outras coisas ”.

Trump atacou a caça às bruxas fraudada de Mueller antes da reunião:

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia “gostou” do tweet e twittou: “Concordamos”.

Os eurocratas globalistas estão enlouquecendo.

Da AP, " funcionário da UE pede Trump, Putin para não destruir a ordem global ":

PEQUIM (Reuters) - Uma importante autoridade européia pediu nesta segunda-feira ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao presidente russo, Vladimir Putin, e à China que trabalhem com a Europa para evitar as guerras comerciais e evitar conflitos e caos.

Falando antes que Trump e Putin se encontrassem em Helsinque, o presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, pediu que os líderes evitem a destruição de uma ordem política e econômica que alimentou uma Europa pacífica e o desenvolvimento da China.

Tusk falou em uma coletiva de imprensa com o líder número dois da China, o primeiro-ministro Li Keqiang, depois de uma cúpula econômica anual UE-China, com a presença do presidente da Comissão Européia, Jean-Claude Juncker. Eles se encontraram em meio à crescente irritação com os aumentos de tarifas da Trump em produtos da China, Europa e outros parceiros comerciais.

"É um dever comum da Europa e da China, América e Rússia, não destruir essa ordem, mas melhorá-la, não iniciar guerras comerciais que se transformam em um conflito quente tantas vezes em nossa história", disse Tusk, um ex-primeiro ministro polonês. .

É do interesse da América e das pessoas decentes em todos os lugares ver essa "ordem global" do mal destruída.