terça-feira, 24 de julho de 2018

URGENTE! Surto mortal de salmonela pode estar ligado a melancias cortadas!

O surto está ligado ao consumo daquelas melancias que são vendidas já cortadas!
A salmonela é uma bactéria que infecta os intestinos.


Os sintomas mais comuns são cólicas estomacais, diarreia e vómitos.

Infelizmente, pode levar de 12 a 72 horas para perceber que foi infectado!

Em muitos casos, a salmonela parece muito com um caso grave de intoxicação alimentar.

A salmonela é particularmente perigosa para as mulheres grávidas, crianças, idosos e pessoas com um sistema imunológico comprometido.

É muito possível ficar gravemente desidratado por causa dela.

Os ovos crus são uma das principais fontes de contaminação por salmonetes.

Mas não são os únicos.

Veja esta notícia:
Um surto de salmonela nos Estados Unidos matou nos últimos dias, pelo menos, 60 pessoas, segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças daquele país.

Além disso, seis pessoas estão doentes em Illinois, 11 em Indiana, 32 em Michigan, 10 em Missouri e uma em Ohio.

Ao todo, nove estados americanos sofreram com o surto.

Mas sabe como as pessoas se contaminaram?

A comer melancia!

O surto está ligado ao consumo daquelas melancias que são vendidas já cortadinhas.

Geralmente as pessoas compram no mercado, por causa da praticidade.

Os sintomas mais comuns da salmonelose, ou infecção por salmonela, são:
Diarreia
Febre
Cólicas abdominais
Eles aparecem, geralmente, entre as primeiras 12 e 72 horas.

E podem durar de quatro a sete dias.

Já imaginou que sofrimento?

Os pacientes disseram que consumiram não só melancia, como também outras furtas, cortadas da mesma forma e vendidas em recipientes de plástico.

Agora estão todos em estado de alerta, algumas empresas foram proibidas de vender frutas dessa forma.

Mas atenção, o problema não está na melancia, mas nas que já vêm cortadinhas, dentro de uma embalagem.
A maioria das pessoas recupera de uma infecção por salmonela sem tratamento.

No entanto, para alguns, a diarreia pode ser tão grave que a hospitalização é necessária.

Em casos raros, a infecção pode levar à morte, a menos que o paciente receba tratamento imediato com antibióticos.