quinta-feira, 6 de setembro de 2018

Homens armados assassinam pastor na igreja e sequestram sua esposa

Um pastor foi morto na igreja, defendendo-se do ataque de homens armados . Após o ato violento, os atacantes sequestraram a esposa do líder cristão. 



Oséias Akuchi, pastor da Iglesia Bautista Nasara , na cidade de Igabi, foi morto com um tiro depois que os homens invadiram a igreja durante as primeiras horas da segunda-feira passada. Eles entraram na sala do pastor, onde eles o atacaram com tiros e fizeram reféns sua esposa Talatu Hosea. 

Um porta-voz da igreja informou que os agressores estabeleceram a quantia de 14 mil dólarescomo um resgate para a vida da mulher. 

"Os criminosos disseram que a quantia de dinheiro deveria ser paga pela libertação da esposa do pastor ", disse a fonte. "É terrível pensar que essas pessoas tenham a coragem de invadir casas, matar e sequestrar com total impunidade", disse ele. 

Os cristãos tornaram-se prisioneiros em seus próprios países, onde as leis não os protegem. A Nigéria está em 14º lugar na lista dos países que mais perseguem os cristãos . A fonte acrescenta: "Como é possível que essa injustiça continue em nosso país, sem que ninguém intervenha nas tragédias?"

As mortes foram confirmadas por Yakubu Sabo, representante da Polícia do Estado de Kaduna. Ele disse que, inicialmente, os atacantes estavam procurando seqüestrar o pastor Akuchi e não matá-lo. No entanto, o pastor "não cooperou com as demandas dos atacantes e foi baleado". 

"É lamentável que, embora desfrutemos da paz que foi tão difícil de alcançar em Kaduna, alguns criminosos tentam sabotar o grande esforço coletivo ", disse Sabo. "Estávamos na cena do crime e agora estamos trabalhando duro para chegar ao fundo desta questão", disse ele. 

Os agressores ainda não foram identificados. Muitas comunidades cristãs na Nigéria estão enfrentando ataques de agricultores muçulmanos,os fulanis. Grupos de ativistas de direitos humanos denunciam que já existem mais de 6 mil cristãos mortos nesses ataques.