quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Estudo revela que o maior número de mortes infantis ocorre na noite de Halloween

A Universidade da Colúmbia Britânica, no Canadá, alertou que os mais afetados no Halloween são crianças, já que muitas delas morrem no momento em que essa data sombria é celebrada.

ENTUSIASMO FATAL: Estudo revelou que muitas crianças morrem no Halloween

O estudo mostrou que os menores morreram por serem atropelados pelos motoristas bêbados que andam em seus carros a toda velocidade e não visualizam o grande número de crianças andando pelas ruas pedindo doces.

Crianças entre 4 e 8 anos são "o alvo" para este tipo de acidente, John A. Staples, da Universidade da Columbia Britânica, explica que  "essa faixa etária pode estar particularmente animada com o Dia das Bruxas e talvez entre os dois." "Essa emoção perde a noção do perigo real que os veículos representam, eles podem não saber que os motoristas não podem vê-los", acrescenta.

Cerca de 608 mortes ocorreram nesta data, este número excede o número de vítimas mortas em datas normais, calculando 43% das mortes.

Pesquisadores canadenses determinaram que a mistura de toda a euforia do Dia das Bruxas causa essas conseqüências fatais, "pessoas deixando os bares, legiões de crianças perambulando pelas ruas disfarçadas, e o impacto no trânsito tem sido o cenário que causa esses acidentes" .

As médias estimadas de mortes de crianças e também de pedestres superam as das semanas anteriores ou posteriores a essas datas, já que para cada acidente de carro morrem 4 pessoas.

As mortes acontecem com mais frequência depois das 18h, por isso as agências de segurança recomendam que todos os motoristas usem lanternas para serem visíveis e que as máscaras que usam não podem obstruir a visão dos pedestres. caso, crianças.