terça-feira, 11 de dezembro de 2018

"A Bíblia é uma coleção de lendas primitivas" "Carta De Deus" de Einstein é vendida por US $ 2,9 Milhões

A 'Carta de Deus' - uma carta na qual o ganhador do Prêmio Nobel de Física Albert Einstein, escreveu suas opiniões sinceras sobre Deus e filosofia, foi vendida na famosa casa de leilões Christie's por um preço de US $ 2.892.500, relatou a CNBC.

O artefato foi inicialmente estimado para comandar um preço entre US $ 1-1,5 milhões, mas surpreendentemente foi para uma oferta muito maior. De acordo com uma declaração da Christie's, a "carta notavelmente sincera e privada foi escrita um ano antes da morte de Einstein e continua a ser a expressão mais articulada de suas visões religiosas e filosóficas".

Mesmo sabendo que Einstein evitava discussões teológicas, ele foi galvanizado para escrever a carta depois de ler o livro do pensador judeu Eric Gutkind "Escolha a Vida: O Chamado Bíblico à Revolta".

Einstein discordou veementemente das visões de Gutkind sobre o papel do divino na vida de uma pessoa e no livre arbítrio de um indivíduo. O físico criticou a religião e, em particular, o cristianismo, em sua carta, afirmando: "A palavra Deus é para mim nada mais do que a expressão e produto das fraquezas humanas, a Bíblia uma coleção de lendas honrosas, mas ainda primitivas. Nenhuma interpretação, não importa quão sutil, pode (para mim) mudar alguma coisa sobre isso ".

Einstein, no entanto, estava na mesma página que Gutkind ao explicar o que as pessoas procuravam na vida, notadamente "um ideal que vai além do interesse próprio" e uma "liberação dos desejos orientados pelo ego".

A carta havia sido vendida anteriormente em 2008 por US $ 404.000, e novamente foi submetida a um leilão online malsucedido em 2012 no Ebay com um preço inicial de US $ 3 milhões.