terça-feira, 11 de dezembro de 2018

"Cristãos estão sendo massacrados como animais", relata pastor na Nigéria

NIGÉRIA.- Líderes da Igreja na Nigéria se reuniram com o presidente do país e expressaram sua preocupação com o massacre de cristãos e as mentiras difundidas pela imprensa sobre o assunto. 

O pastor, Dacholom Datiri, presidente da Igreja de Cristo na Nigéria, disse que entregou um relatório ao presidente Muhammadu Buhari, um muçulmano, descrevendo o assassinato de 646 cristãos, só no estado de Plateau este ano. 

“ A devastação em termos de vidas perdidas e destruição de propriedades é inimaginável.” Milhares de cristãos, pastores e membros da igreja foram mortos a sangue frio, massacrados como animais ou queimados até a morte. . Suas casas e empresas foram queimados ou saqueados e fazendas foram destruídos , "disse ele, falando sobre os anos de sofrimento que a Igreja da Nigéria passou. 

Milhares de outros cristãos foram internamente deslocadas ou fugiram para países vizinhos desde o início do ano enquanto o governo nigeriano não tomar eficazes medidas para proteger os seus cidadãos.

"da questão é que essas pessoas foram mortas por estranhos, ou por causa de um conflito étnico entre agricultores e pastores de gado da etnia Fulani .", disse Datiri seu relatório: "Todas essas versões são enganosas e deliberadamente criadas para esconder a verdade e continuar a fazer o mal ."

O pastor Datiri lembra que depois dos ataques muitas igrejas foram destruídas , o que não faria sentido se fosse apenas uma questão tribal. "O modo de operação em todos esses ataques, como narram os sobreviventes , não nos deixa dúvidas sobre o uso de armas militares pelas milícias Fulani", disse ele. 

O relatório entregue ao presidente Buhari, Datiri disse que até a 38.000 cristãos foram forçados a fugir para os campos, com 30 igrejas e 4.436 casas cristãs destruídas no estado , tudo no espaço de meio um ano. 

Emeka Umeagbalasi, presidente da Sociedade Internacional pelos Direitos Civis e do Estado de Direito, disse ao The Christian Post que o governo e muitas agências de notíciaseles estão espalhando uma falsa narrativa e que o mundo não sabe o que está acontecendo na Nigéria. 

Ele diz que todas as evidências de motivação religiosa são negadas , uma vez que a grande porcentagem das vítimas são cristãos mortos e que as igrejas foram transformadas em mesquitas pelos invasores .